Blog do Pannunzio

Por 25 votos a um, Múcio tem nome aprovado para TCU

Márcio Falcão, da Folha Online.

Ao agradecer aos senadores da CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) a aprovação de sua indicação para o TCU (Tribunal de Contas da União), o ministro José Múcio Monteiro (Relações Institucionais) se emocionou e quase chegou às lágrimas. O ministro disse ainda que, apesar de fazer parte do governo Lula, tem “absoluta isenção” para julgar as contas do governo.

A CAE aprovou o nome de Múcio para o TCU durante uma sabatina na manhã de hoje. O ministro recebeu apenas um voto contrário. O ministro se emocionou e embargou a voz ao lembrar aos senadores sobre sua trajetória política.

“Não tem como segurar a emoção. São 20 anos nessa Casa. Me emocionei com a presença de colaboradores, com depoimentos de deputados”, disse.

Múcio disse que se sente à vontade para julgar as contas do governo no TCU –órgão auxiliar do Congresso na fiscalização contábil da União e das entidades da administração direta.

“Me sinto com absoluta isenção [para julgar] até mesmo com os depoimentos da oposição hoje que chegaram a falar da minha isenção. E como diz o poeta vou ajudar a desatar os nós e reatar os laços”, afirmou.

A expectativa é que a indicação de Múcio seja submetida ao plenário do Senado na sessão de hoje. O ministro está de férias até que seja efetivado no TCU. Ele está sendo substituído por Alexandre Padilha, que é sub-chefe de Assuntos Federativos do ministério.

Toffoli

Múcio afirmou ainda que o governo está confiante na aprovação pelo Senado da indicação do advogado-geral da União, José Antonio Dias Toffoli, para a vaga do STF (Supremo Tribunal Federal), feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Toffoli enfrenta resistências por ter ligação com o PT. Alguns senadores também questionam o fato do advogado-geral ter sido reprovado em concursos públicos e ainda ser alvo de processos na Justiça. “Eu tenho absoluta certeza que [a indicação] vai ser aprovada. Essas dúvidas serão dirimidas”, disse.

Related posts

Lina reafirma que teve encontro com Dilma

Fábio Pannunzio

Meirelles permanece no Banco Central até março de 2010

Senado libera uso da internet durante campanha eleitoral

Leave a Comment