Blog do Pannunzio

Mendes cobra governo por vazamento seletivo de dados

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, cobrou o governo sobre resultados de inquéritos abertos para apurar supostos abusos a partir de “vazamento seletivo de informações protegidas por segredo de Justiça, de forma a propagar aleivosias e suspeitas fabricadas”. Em ofício ao ministro da Justiça, Tarso Genro, Mendes enumera nove ocorrências que, segundo ele, caracterizam “finalidade de acuar e intimidar magistrados para que não contrariassem, mas se submetessem aos desígnios de agentes que desonram a Polícia Federal e o Ministério Público”.

O questionamento é extensivo ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, chefe do Ministério Público Federal. “Diversos foram os casos em que tal procedimento ficou patente, revelando que havia método na aparente insensatez”, assinala o ministro.

O ministro cita um caso em que ele mesmo foi alvo. Seu nome teria sido divulgado pela PF, em 2007 – durante a gestão do delegado Paulo Lacerda -, como beneficiário de brindes da construtora Gautama. O investigado era Gilmar de Melo Mendes, ex-secretário da Fazenda de Sergipe. “A informação foi divulgada de modo a induzir a confusão de homonímia.”

Segundo Mendes, juízes que não se curvassem às pretensões dos investigadores “passavam à avaliação de corruptos e, na sequência, tinham seus nomes temerariamente vinculados a fatos inverídicos ou a episódios completamente desvinculados de suas vidas pessoais ou profissionais”.

Comentários

Related posts

Mulher do diretor de jornalismo da Itatiaia está na folha do Senado

Fábio Pannunzio

Destaques dos jornais de hoje – Folha de S. Paulo

Reparem no voto de Gilmar Mendes no HC de Arruda

Fábio Pannunzio

Leave a Comment