Blog do Pannunzio

Zelaya mostra pessimismo na véspera da retomada do diálogo em Honduras

Da France Presse

O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, se disse “pessimista” nesta segunda-feira, véspera da retomada do diálogo com o governo de fato em busca de uma solução à crise política que atinge o país desde o golpe de Estado em 28 de junho último.

“Amanhã [terça-feira] será o dia-chave para ver se tudo isso será resolvido, mas não estou confiante. Acho que o regime golpista se recusar a acatar a resolução da OEA (Organização dos Estados Americanos) e da comunidade internacional”, declarou Zelaya à France Presse.

Depois de três dias de pausa, os representantes dos dois lados voltarão a se reunir amanhã para discutir o ponto central das negociações, o retorno de Zelaya ao poder, que tem sido rejeitado categoricamente pelo governo de fato, apesar das pressões internacionais.

Avanços foram registrados em outros pontos, como a formação de um governo de união nacional, a rejeição de uma anistia e a desistência de Zelaya de convocar uma assembleia constituinte.

Zelaya foi derrubado e expulso do país no dia 28 de junho, quando pretendia organizar uma consulta popular, considerada ilegal pela Corte Suprema, com o objetivo de reformar a Constituição para permitir a reeleição do chefe de Estado.

Neste domingo, o enviado especial da OEA, John Biehl, se disse confiante com as negociações.

“As discussões têm evoluído positivamente. Houve progresso e podemos ter notícias relativamente otimistas na terça-feira”, declarou, ele admitindo, porém, que ainda falta acertar “os pontos mais difíceis”.

Zelaya pediu para ser restabelecido no poder antes da próxima quinta-feira (15), ameaçando exigir um adiamento das eleições gerais de 29 de novembro caso não seja atendido.

Comentários

Related posts

Empresa que terceiriza serviços da Câmara atrasa salários

Fábio Pannunzio

Destaques dos jornais de hoje – Jornal do Brasil

Petrolífera inglesa não acha óleo no Pré-Sal

Fábio Pannunzio

Leave a Comment