Blog do Pannunzio

Tasso admite disputar governo do Ceará em 2010

Ao eleger nova direção no Ceará, o PSDB sinalizou ontem rompimento com o governador Cid Gomes (PSB) e abriu caminho para a candidatura do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) ao governo estadual.

“Estou à disposição para fazer o necessário e assim recuperar o espaço de poder no Estado”, disse Tasso, que já governou o Estado três vezes.

A declaração veio após pressão da militância e do presidente eleito do PSDB cearense, Marco Penaforte, que defendeu o fim da “fase de ambiguidades” no partido e disse que a sigla é, agora, oposição. O PSDB integra o governo Cid Gomes.

Pesa a favor de uma eventual candidatura de Tasso ao governo a formação de um palanque estadual forte para o candidato do PSDB à Presidência da República. O presidente nacional do PPS, Roberto Freire, participou da convenção tucana.

“Um nome de grandes chances para o governo do Estado daria frutos positivos para um palanque nacional”, avaliou o vice-presidente do PSDB-CE, deputado federal Raimundo Gomes de Matos.

Ciro Gomes

Caso confirme a candidatura a governador, Tasso –que também é cogitado como candidato à reeleição ao Senado– terá de equilibrar a disputa com o atual governador, que tentará o segundo mandato, e a relação de amizade que tem com os irmãos Cid e Ciro Gomes.

Em discurso, Tasso insistiu que dará apoio ao candidato do PSDB a presidente, apesar de “todas as ligações, carinho e amizade” que tem com Ciro, pré-candidato do PSB. Em 2002, Tasso se dividiu entre o apoio a Ciro e ao então candidato José Serra (PSDB).

Apesar de agora garantir a defesa da candidatura nacional tucana, Tasso criticou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, segundo o senador, está trabalhando para isolar Ciro da disputa para presidente, abrindo caminho para a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff.

Comentários

Related posts

Filho de Sarney não declara conta que tem no exterior

Casal Villela pode ter sido morto por encomenda

Fábio Pannunzio

Lula nega caráter eleitoral de viagem ao Nordeste e diz que oposição precisa trabalhar mais

Leave a Comment