Blog do Pannunzio

Governador fez lobby no Senado contra licitação

ADRIANO CEOLIN

Principal acusado no mensalão do DEM, o governador José Roberto Arruda (DF) fez lobby no Senado contra a licitação de mão de obra terceirizada de valor mais baixo para beneficiar empresa da família do deputado distrital Cristiano Araújo (PTB), seu aliado político.
Em agosto deste ano, a Fiança Ltda. venceu a concorrência por R$ 8,3 milhões por ano -o contrato anterior era de R$ 14,7 milhões. A licitação, porém, foi cancelada em outubro, e a própria Fiança foi contratada sem licitação por R$ 5,3 milhões por seis meses.
O primeiro-secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), confirmou ontem que recebeu um telefonema de Arruda com o pedido para revogar a licitação. A Folha apurou que a Fiança tinha interesse na revogação porque poderia ser inviabilizada financeiramente com o pagamento de indenizações por direitos trabalhistas.
“Sim, ele me ligou, apesar de eu não ter intimidade. Arruda me contou que foi o senador Cristovam Buarque [PDT-DF] quem pediu para que ele intercedesse”, disse Heráclito.
Por meio de sua assessoria de imprensa, o governador do DF negou ter telefonado para Heráclito. Cristovam afirmou que não se lembra de ter conversado com Arruda. No entanto, reconheceu que atuou para revogar a licitação.
“Falei com diversas autoridades da cidade, mas confesso que não lembro de ter falado com o governador”, disse.
“Eu agi em defesa dos trabalhadores. Haveria um desemprego grande de uma população muito pobre sob o pretexto de que o Senado gastava muito”, completou.
O dono da Fiança, Luiz Vicente Araújo, afirmou desconhecer qualquer interferência na licitação. De acordo com sua assessoria, a licitação foi revogada por “erro no edital”.

Se você é assinante, clique aqui para ler a íntegra no site da Folha.

Comentários

Related posts

Avós ganham direito de visitar netos em caso de separação

Fora Sarney – The Movie

Fábio Pannunzio

Desmatamento na Amazônia cai 32% em setembro, revela Inpe

Leave a Comment