Blog do Pannunzio

Arruda justifica ganho patrimonial às vésperas do DEM decidir seu futuro

Da Folha Online.

Dias antes de o DEM decidir sobre a expulsão do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), dos quadros do partido, o governo do DF divulgou nesta terça-feira explicações sobre o patrimônio do democrata. Arruda é suspeito de participar de um suposto esquema de corrupção e foi flagrado em vídeo recebendo dinheiro.

Segundo reportagem publicada pelo jornal “O Estado de S. Paulo* no fim de semana, Arruda tem hoje um patrimônio que, em sete anos, cresceu 1.060%. A matéria informa que, nas declarações apresentadas à Justiça Eleitoral, em 2002 e 2006, a soma dos bens do governador não passava de R$ 600 mil. Agora, o patrimônio da família Arruda, só em imóveis, em Brasília, acumulou um valor de mais de R$ 7 milhões.

Em nota, a assessoria do governador nega a reportagem. “O patrimônio total somava R$ 682.574,18 em 31 de dezembro de 2007. Em 31 de dezembro de 2008 elevou-se a R$ 1.000.832,92. O crescimento patrimonial, portanto, foi de R$ 318.258,74, ou seja, de 46%.”

Segundo a nota, o aumento ocorreu com a venda de um apartamento de sua propriedade em Itajubá (MG), por R$ 300 mil.

“Os recursos obtidos com a venda desse imóvel foram investidos na compra de um conjunto de salas no edifício Prime Business Convenience [em Brasília], em 22 de dezembro de 2008. Naquela data, pagou R$ 300 mil de entrada [em cheque] e parcelou o restante da dívida em 96 mensalidades, das quais pagou até agora R$ 119.835,68.”

A nota diz ainda que o governador tem apenas uma conta bancária e nunca teve qualquer propriedade rural.

Comentários

Related posts

PT se reduziu ao papel de manter Lula no poder, diz revista

Fábio Pannunzio

Julgamento de Cesare Battisti vai ser retomado no próximo dia 12

Lula ironiza TSE, mas é multado de novo

Fábio Pannunzio

Leave a Comment