Blog do Pannunzio

Adeus, Zelaya.

Manoel Zelaya, presidente deposto de Honduras, está deixando a Embaixada do Brasil em Tegucigalpa. Termina, assim, uma das mais constrangedoras trapalhadas protagonziadas pela diplomacia brasileira.

Zelaya será abrigado pelo governo mexicano, mas em território mexicano.

Desde que apareceu na representação brasileira em Honduras, Zelaya não conseguiu mobilizar mais do que 200 militantes a favor de sua volta ao Poder. Em seu país, é odiado por ter se alinhado a Hugo Chavez e por espetáculos de corrupção que só têm paralelo no Distrito Federal de José Roberto Arruda.

Com o fim do Big Brother Honduras, quem fica isolado é o governo brasileiro, que tem levado o Mercosul a não reconhecer ainda o novo presidente eleito daquele país. Fora isso, somente a Venezuela, que patrocinou e operacionalizou a volta de Zelaya a seu país,  ainda não reconheceu o resultado das eleições.

 

 

Related posts

TRE-RJ mantém cassação de Rosinha e inelegibilidade de Garotinho

Câmara aprova web ‘livre’, mas com restrições para debates

Oi e Claro podem ser multadas em R$ 300 milhões

Leave a Comment