Blog do Pannunzio

Cartório da Bahia autentica certidão falsa de casamento de Lula e Dilma

FABIO GUIBU

da Agência Folha, em Recife

Certidão de casamento Dilma LulaUm cartório de registro civil de Salvador (BA) autenticou em troca de R$ 8 a cópia de uma falsa certidão de casamento entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

No documento, consta que Lula e Dilma se casaram na capital baiana no dia 9 de setembro de 1994 e que, desde então, a ministra passou a se chamar Dilma Rousseff da Silva. O nome do presidente foi grafado como “Luiz Inácio da Silva”.

A falsa certidão foi autenticada no tabelionato de notas do 5º ofício, no dia 10 de novembro passado. O fato foi revelado ontem pelo jornal baiano “Correio”, que afirmou ter recebido o documento de um leitor.Na certidão, o “nubente”, que é pernambucano e casado, afirma ser engenheiro elétrico, divorciado e natural de Curitiba (PR). Já a “nubente”, mineira, declara ser carioca, empresária e solteira. O “casamento” ocorreu no regime de comunhão parcial de bens.

O registro teria sido falsificado com a ajuda de um computador. Os dados de uma certidão verdadeira teriam sido apagados e, no lugar deles, inseridos os nomes de Lula e Dilma.

A intenção do autor da fraude seria denunciar falhas nos serviços do cartório. Por lei, a autenticação só poderia ser feita mediante a apresentação do documento original, e não de uma cópia, como ocorreu.

Para conseguir o selo e a assinatura, o jornal baiano diz que o funcionário da instituição teria cobrado R$ 8,00 pelo trabalho, em vez de R$ 1,00, como prevê a tabela cartorária.

Procurados ontem pela Folha, o tabelião titular do cartório do 5º ofício, Agélio José Dórea Vieira, não foi encontrado para comentar o caso. O advogado Fernando Santana Rocha, que representou Vieira em outro processo por suposta falsificação, em 2006, também não foi localizado. Ninguém atendeu seus telefones celulares.

Comentários

Related posts

MPF confirma pedido de quebra de sigilo de Zogbhi e Agaciel

Fábio Pannunzio

Arruda precisará de autorização do STJ se quiser deixar Brasília

Ex-jogadores de futebol tentam aproveitar fama para conquistar votos

Leave a Comment