Blog do Pannunzio

Destaques dos jornais de hoje – Estadão

Manchete: Dilma é para 2 mandatos, diz Lula

Em entrevista ao Estado, o presidente afirma que não vai tentar voltar ao poder em 2014

O presidente Lula negou que tenha escolhido Dilma Rousseff como candidata presidencial com o objetivo de tentar voltar ao poder em 2014. “Ninguém aceita ser vaca de presépio e muito menos eu iria escolher uma pessoa para ser vaca de presépio”, afirmou Lula em entrevista exclusiva ao Estado. “Todo político que tentou eleger alguém manipulado quebrou a cara.” Para o presidente, uma eventual gestão Dilma não será mais à esquerda do que o seu governo, mas afirmou que as diretrizes do programa petista podem ser mais
“progressistas”: “O partido, muitas vezes, defende princípios e coisas que o governo não pode defender”. No entanto, disse considerar importantes os investimentos estratégicos do Estado, que incluem criar “uma megaempresa de energia no País”. O presidente manifestou preocupação com a divisão da base aliada em Estados como Minas, onde PT e PMDB não selaram aliança. “Imaginar que Dilma possa subir em dois palanques é impossível.” Na entrevista, Lula defendeu o senador José Sarney, criticou o ex-presidente FHC e falou das enchentes em São Paulo, mas poupou o governador José Serra, provável adversário de Dilma – que o presidente definiu como uma mulher “sem ranço, sem mágoa e sem preconceito” na política. (págs. 1 e A5)

Foto-legenda: Aliados políticos

Em seu gabinete no Centro Cultural Banco do Brasil, Lula falou sobre política externa: “O Irã não é o Iraque; eu acho que a Venezuela é uma democracia”.

Reeleição: “Nunca gostei de um segundo mandato. Achava que poderia ser um desastre.”

Maturidade: “Se eu ganho em 1989, ou fazia uma revolução, ou caía no dia seguinte.”

Peso do Estado: “O governo tem de ser regulador, mas também o indutor de investimentos.”

Paulo Octávio fica no governo do DF

Com a carta de renúncia pronta, o governador em exercício do DF, Paulo Octávio, afirmou ontem que permanecerá no cargo, à espera de uma posição do STF. Ele disse que foi aconselhado pelo presidente Lula. O Planalto negou e Octávio voltou atrás. A Câmara Legislativa abriu processo de impeachment contra José Roberto Arruda. (págs. 1 e A10 e A11)

BNDES pode ter R$ 40 bi para financiar máquinas

O governo estuda injetar até R$ 40 bilhões do Tesouro para renovar a linha de crédito subsidiada do BNDES para compra e exportação de bens de capital. A linha foi criada em 2009 para enfrentar a crise, e a Fazenda avalia que ela eleva a taxa de investimento industrial. (págs. 1 e B1)

Irã prepara carga nuclear para mísseis, afirma AIEA

Relatório da Agência Internacional de Energia Atômica avalia que o Irã está desenvolvendo uma carga nuclear que pode ser usada em mísseis. Se confirmada, a acusação prova que o programa nuclear iraniano tem fins militares, diferentemente do que vem afirmando Teerã. (págs. 1 e A12)

Assassino de João Hélio é solto e ganha proteção

Envolvido na morte do menino João Hélio, de 6 anos, arrastado por 6 km após roubo de carro no Rio em 2007, E. L., de 18 anos, foi libertado e incluído em programa de proteção a adolescentes ameaçados de morte. Na época do crime, ele era menor. L. e a família receberam novas identidades. (págs. 1 e C3)

Classe alta sabe menos sobre vacinas

Pobres se interessam mais pelos efeitos da imunização, diz estudo. (págs. 1 e A18)

Notas e informações

A Rússia endurece com o Irã

Pela primeira vez, Moscou se alinhou com o Ocidente na condenação ao Irã. (págs. 1 e A3)

Comentários

Related posts

Arruda entra com mandado de segurança no TSE para tentar evitar expulsão do DEM

Criticado até por marqueteiros, horário eleitoral custa R$ 850 milhões

Dois aviões Rafale da marinha francesa caem no Mar Mediterrâneo

Leave a Comment