Blog do Pannunzio

Destaques dos jornais de hoje – Folha de S. Paulo

L.C. Mendonça de Barros
Recuperação no 2º trimestre foi mais rápida que a queda (págs. 1 e B2)

Fernando Sampaio
Investimento deve prosseguir, mas alta do PIB arrefecerá (págs. 1 e B3)

Novo abalo causa susto em posse no Chile
A posse do novo presidente do Chile, Sebastián Piñera, foi marcada por um terremoto de magnitude 6,9, relata Silvana Arantes, enviada especial a Valparaíso.

O tremor ocorreu 20 minutos antes da transmissão da faixa presidencial. Houve alerta de tsunami na cidade em que ocorria a cerimônia, sede do Congresso.

O abalo foi um dos mais fortes tremores secundários no Chile desde o terremoto de magnitude 8,8 do dia 27, que causou aproximadamente 500 mortes.

Piñera anunciou a concessão de bônus de US$ 80 a cada filho dos que tiveram perdas materiais com o terremoto como uma de suas primeiras medidas. (págs. 1 e A14)

Foto legenda: Os presidentes Evo Morales, da Bolívia, e Fernando Lugo, do Paraguai, logo depois do tremor durante a posse de Piñera

Fisco investiga 8.000 pessoas por indícios de sonegação
A Receita selecionou um grupo de 8.000 pessoas físicas que serão “profundamente” investigadas neste ano por indícios de sonegação. A ação deverá resultar em um volume de autuações equivalente a R$ 6 bilhões, informa Julianna Sofia.

Batizada de Quebra-Cabeça, a operação envolve grandes contribuintes que devem, em média, R$ 350 mil ao fisco. Os primeiros 2.000 suspeitos serão investigados até abril. (págs. 1 e B12)

Governadores põem até obra inexistente em inaugurações
A exemplo dos pré-candidatos à Presidência José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), os governadores que deixarão os cargos até 2 de abril para disputar o Senado também correm para inaugurar “obras” – muitas inexistentes até no papel – para se promoverem.

Em todo o país, são pelo menos 160 eventos marcados até a desincompatibilização. Os governos negam que as inaugurações tenham caráter eleitoral. (págs. 1 e A4)

Cabral chora por divisão de receita do petróleo no RJ
O governador do Rio, Sérgio Cabral, exaltou-se e chorou ao falar sobre a aprovação na Câmara da emenda que revê a distribuição da receita advinda do petróleo.

Cabral chamou a emenda de “linchamento” e disse que o Estado do Rio perderá quase R$ 5 bilhões. A prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, liderou protesto que fechou a BR-101. (págs. 1 e B10)

Sabesp esquece sua campanha contra dengue
Vistoria da Vigilância Ambiental da gestão Kassab encontrou duas vezes larvas do mosquito da dengue em estação de tratamento na zona sul do município de São Paulo. A Sabesp, estatal do governo Serra responsável pelo abastecimento de água no Estado e que faz ações educativas contra a doença, disse ter tomado providências imediatamente. (págs. 1 e C3)

Editoriais
Leia “Maquetes e comícios”, sobre inaugurações eleitorais; e “Apagão do Enem”, acerca do cancelamento do exame. (págs. 1 e A2)

Comentários

Related posts

MP instaura processo contra promotora implicada no panetonegate

Destaques dos jornais de hoje – Valor Econômico

AF-447: Atualizando os números

Fábio Pannunzio

Leave a Comment