Blog do Pannunzio

Destaques dos jornais de hoje – Valor Ecônomico

Foto legenda: Diversificação radical
Maior laboratório farmacêutico nacional, a EMS elegeu o setor imobiliário para sua estreia fora do segmento de remédios. Sua incorporadora, dirigida por Silvio Chaimovitz, nasce com um banco de terrenos estimado em R$ 2 bilhões, do próprio grupo e de seus controladores. (págs. 1 e B1)

Impasse na capitalização do BID
As negociações para recapitalizar o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) chegaram a um impasse, às vésperas do encontro anual do órgão, a partir de sexta-feira, em Cancún.

Os EUA querem aumentar o capital do BID em US$ 60 bilhões, bem abaixo dos US$ 100 bilhões defendidos pelos sócios da América Latina. Querem ainda que a injeção de dinheiro vivo no organismo seja de apenas 1,7% do aporte de capital, menos da metade dos 4,3% usados em operações anteriores. (págs. 1 e C4)

Bolsa Família eleva emissão de moeda
A Casa da Moeda do Brasil tem de suprir uma demanda por dinheiro que cresce de 15% a 20% ao ano desde o Plano Real, em 2004. Além da estabilidade, outros fatores recentes intensificaram a tendência: os programas sociais, como o Bolsa Família e os reajustes do salário mínimo e das aposentadorias. O Banco Central elevou em 54% seus pedidos de moedas metálicas em 2009, de 1,3 bilhão de unidades em 2008 para pouco mais de 2 bilhões. A quantidade de cédulas e moedas em circulação aumentou de 0,5% do Produto Interno Bruto para 4% em 2009.

Para atender a demanda, a Casa da Moeda concluiu em 2009 a primeira parte de um programa de investimentos em modernização tecnológica que consumiu R$ 380 milhões de um total de R$ 457 milhões. Agora, a estatal vai voltar a produzir dinheiro para outros países, como fazia até os anos 80. (págs. 1 e C12)

A cruzada de Bo Xilai, um populista que ganha espaço na China (págs. 1 e A12)

Contratos com Oi e Nextel realçam papel do Brasil nos negócios da Nokia Siemens, diz Suri (págs. 1 e B3)

Expansão da InterCity
A rede gaúcha de hotéis InterCity; voltada ao público corporativo, planeja assumir a gestão de mais cinco unidades neste ano. (págs. 1 e B1)

Restrições aeroportuárias
Após limitar operações de pouso e decolagem em Congonhas e Guarulhos, a Anac vai importações a mais seis aeroportos: Brasília, Confins, Salvador, Fortaleza, Cuiabá e Viracopos. (págs. 1 e B4)

Cobrança eletrônica
Com quatro meses, o Débito Direto Autorizado (DDA) já conta com quase 60 milhões de boletos cadastrados. A meta é eliminar a emissão de 50% dos 5 bilhões de documentos que circulam no país. “Todos ganham”, diz Sandra Boteguim, do Itaú Unibanco. (pág. 1)

Queda do álcool
Queda nos preços do álcool nas usinas repercute mais fortemente nó varejo e devolve a competitividade em relação à gasolina em quatro Estados, inclusive São Paulo. (págs. 1 e B11)

Café brasileiro na Colômbia
Renovação do parque cafeeiro, problemas climáticos e queda de renda reduziram a produção da Colômbia, que em fevereiro importou 5 mil sacas de arábica brasileiro para suprir o mercado interno. (págs. 1 e B11)

Reunião do Copom
Deterioração das expectativas da inflação – o boletim Focus trouxe ontem a oitava elevação constcutiva, para 5,03% – reforçou apostas em alta da Selic amanhã. (págs. 1 e C1 e C2)

Emissão da Bovespa
A BM&FBovespa analisa realizar uma captação de US$ 500 milhões a US$ 600 milhões. Na mira, poderia estar a aquisição de outras bolsas na América Latina. (págs. 1 e C3)

Ideias
Delfim Netto: consolidação da União Europeia é, certamente, o mais relevante evento político do século 21. (págs. 1 e A2)

Ideias
Cláudio Couto: visita do presidente Lula a Israel é empreitada de risco. (págs. 1 e A5)

Comentários

Related posts

Obstrução impede votação da MP-452

Fábio Pannunzio

Duque e o amor da opinião pública

Fábio Pannunzio

Presidência lança blog para divulgar ações do governo

Leave a Comment