Blog do Pannunzio

Dilma reafirma ligação com Minas e faz promessas

Chico de Gois

Num evento marcado por diversas homenagens e declarações de que esperam ver uma mulher na Presidência, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, fez a entrega da duplicação de um trecho de rodovia cujas obras já haviam sido concluídas há pelo menos oito meses. Dilma elogiou as mulheres presentes e chegou a fazer promessas para a pavimentação de outro trecho de rodovia em Minas. Ela também fez questão de reafirmar que é mineira, apesar de sua militância política ter se desenvolvido com maior ênfase no Rio Grande do Sul.

– As mulheres representam algo muito importante que está acontecendo no Brasil que é a ampliação da participação feminina, o que vai ser muito bom não só para o Brasil – disse Dilma que é pré-candidata do PT à Presidência.

A ministra recebeu um título de cidadã montealegrense e também um título de sócia benemérita da Associação Comercial de Ituiutaba . O presidente da associação, Gerson de Souza, lembrou que os empresários tinham resistência a Lula, mas agora, segundo ele, a classe empresarial está irmanada com o governo federal. Gerson aproveitou o discurso para pedir a pavimentação de um trecho de 45 quilômetros da rodovia no Triângulo Mineiro. Dilma afirmou que vai olhar com muita atenção para a obra.

– Vamos olhar com muita atenção ao pedido de construção de 45 quilômetros. Eu vou olhar essa estrada e vou explicar (a importância) essa obra ao presidente Lula.

Em meio às citações do ex-presidente Jucelino Kubitschek, Dilma aproveitou para reforçar que é mineira.

– Muita gente diz que a ministra fala que é mineira, mas não é. A gente não é de um estado ou de outro por causa da vida política, mas sim pela infância e adolescência. Eu saí de Minas com 23 anos. Nenhum político da oposição pode tirar Minas Gerais da minha experiência – disse Dilma, que concluiu : – Saí de Minas, mas Minas não sai do meu coração.

Clique aqui para ler a íntegra no site do O Globo

Comentários

Related posts

Paraíba tem primeira morte por gripe suína

”Lula quer Dilma no poder para seguir mandando”, diz fundador do PT

Programa de Direitos Humanos não tem amparo nos 2567 dias do governo Lula

Fábio Pannunzio

Leave a Comment