Blog do Pannunzio

TSE absolve deputado federal Valdemar Costa Neto da acusação de compra de votos

O Globo

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) absolveu na quinta-feira, por unanimidade, o deputado federal Valdemar Costa Neto (PR-SP) da acusação de compra de votos, feita pelo Ministério Público Eleitoral. Eleito em 2006, Valdemar é réu no Supremo Tribunal Federal (STF) por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

De acordo com o MPE, o então candidato teria promovido um churrasco para 1.400 eleitores, no restaurante “Borocéia Peixe Frito”, na cidade paulista de Bertioga. O evento teria ocorrido três dias antes das eleições, com distribuição de comida e bebida e realização de propaganda eleitoral.

No início do julgamento, ainda em 2009, o ministro-relator, Marcelo Ribeiro, entendeu que não houve irregularidades na realização do evento.

– Não houve a prova de que esse churrasco foi oferecido em troca de votos – afirmou Ribeiro.

Ao se manifestar, o ministro Arnaldo Versiani apenas reforçou o voto do ministro-relator:

– O fato de se ter atraído o eleitor para ouvir o discurso do candidato em local onde se serviam comida e bebida não traz por si só a consequência de se estar obtendo o seu voto em troca daquela alimentação.

O deputado aparece também em outra acusação: a revista “Veja” desta semana traz informações de depoimentos do corretor Lúcio Bolonha nos quais ele entrega dados que incriminariam Valdemar. De acordo a publicação, Funaro – que fez as denúncias por conta de um acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República em 2005 – é considerado um dos maiores especialistas em cometer fraudes financeiras do país.

Clique aqui para ler a íntegra no site do O Globo

Comentários

Related posts

CGU vê erros em patrocínios da Petrobras

Destaques dos jornais de hoje – Folha de S. Paulo

Fábio Pannunzio

Ciro e Marina adotam agenda extensa

Leave a Comment