Blog do Pannunzio

No programa do Datena, Serra fala pela primeira vez como candidato

Por Ricardo Noblat, do Blog do Noblat

 

No programa de Luiz Datena “Acontece São Paulo”, que acaba de entrar no ar pela Rede Bandeirantes de Televisão, pela primeira vez o governador José Serra (PSDB), de São Paulo, fala como candidato a presidente da República.

Datena tratou Serra como candidato – e Serra abandonou as ressalvas e os cuidados habituais e respondeu às perguntas como candidato.

A certa altura da entrevista, que durou 25 minutos, quando Datena citou Lula, Serra respondeu: “Lula não é candidato. Somos eu e Dilma. O eleitor fará a comparação entre nós dois”.

Serra admitiu com todas as letras que a estratégia dele de campanha repousará na comparação com Dilma. E citou todos os cargos que ocupou até hoje: deputado, senador, ministro duas vezes, prefeito de São Paulo e finalmente governador.

Datena perguna a Serra se ele é mais forte do que Dilma.

– É meio pretencioso me comparar. É coisa que a população vai decidir. A população vai escolher em função de como são os candidatos. Quem é mais capaz de garantir as coisas boas e melhorá-las, e quem é capaz de enfrentrar os problemas. Pesa o passado. O que cada um fez. E o povão vai resolver bem como sempre fez.

Serra completa hoje 68 anos de idade.

No programa de Datena no fim da tarde, a entrevista será repetida em rede nacional.

Atualização das 14h30

– Enquanto eu estiver no governo eu não vou fazer campanha. A campanha deve ser lançada no começo de abril.

– A coisa de vice é para muito mais adiante [quando perguntado se Aécio Neves ainda poderia vir a ser o vice dele]. Só vai ser resolvido no fim de maio. Por enquanto, meu meu nome aparece na frente, mas é pesquisa. Pesquisa é uma foto do momento.

– Eu tenho uma história, o pessoal vai conhecer a história, a história dela [Dilma], das outras, da Marina que é uma pessoa de muitos méritos. E vai julgar.

– A campanha eleitoral acelera depois da Copa do Mundo. Que é quando a população começa a ficar ligada. É muito cedo para começar antes. E aí você prejudica o trabalho que está fazendo.

– Não estou demorando [para lançar a campanha]. Tem seis meses depois  para fazer campanha eleitoral.

– Não me assusta [a diferença de cinco pontos percentuais para Dilma, segundo a mais recente pesquisa do Ibope] por que eu estava prevendo pelo grau de exposição dela.

Comentários

Related posts

Pressionado a substituir petistas no Conselho de Ética, Mercadante ameaça renunciar

Fábio Pannunzio

Dinheiro na meia, na bolsa e oração da propina embasam primeiras representações da OAB-DF contra deputados do panetonegate

Serra cobra desculpas de Dilma por suposto dossiê

Leave a Comment