Blog do Pannunzio

Dia de faxina no TJ de Mato Grosso. Mais um desembargador é aposentado compulsoriamente pelo CNJ

José Jurandir de Lima não é mais desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Ele foi condenado à aposentadoria compulsória proporcional pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) na tarde desta terça-feira porque manteve dois filhos como funcionários-fantasmas lotados em seu gabinete.Tássia Fabiana de Lima  morava em São Paulo ao mesmo tempo em que recebia do TJ. Bráulio Lima era estudante de medicina em tempo integral.

Com a cassação de Jurandir, o número de desembargadores aposentados compulsoriamente chega a quatro. Sete juízes também foram condenados por envolvimento no chamado Escândalo da Maçonaria.

O ex-desembargador Paulo Lessa pediu a aposentadoria voluntária depois que os colegas foram afastados. Ele presida o TJ e deu suporte às investigações iniciadas pelo então corregedor Orlando Perri sobre a conduta irregular dos colegas. Após a demissão (ou aposentadoria, como queira) dos primeiros dez magistrados, Lessa preferiu encerrar sua carreira na magistratura alegando que o clima estava insuportável.

 

Comentários

Related posts

Sarney apoia abrigo a Zelaya

Destaques dos jornais de hoje – Folha de S. Paulo

Palocci admite apoiar Ciro ao governo de SP

Leave a Comment