Blog do Pannunzio

Câmara marca para 17 de abril eleição indireta no Distrito Federal

Márcio Falcão

A Câmara Legislativa do Distrito Federal convocou para o dia 17 de abril a eleição indireta que vai escolher o novo governador para substituir José Roberto Arruda (sem partido) e o vice-governador no lugar de Paulo Octávio (sem partido).

De acordo com ato da Mesa Diretora publicado nesta quinta-feira, a posse do novo comando do GDF (Governo do Distrito Federal) será no dia 19 de abril para um mandato-tampão até o dia 31 de dezembro.

Pelas regras, os candidatos podem se inscrever até o dia 7 de abril e as chapas, com governador e vice-governador, precisam ser apresentadas pelos partidos, com cópia das atas. A escolha do novo governador será feita pelos 24 deputados distritais e a votação será aberta.

Segundo o ato, a eleição indireta se justifica pelo “momento político institucional singular porque passa o DF e necessidade de máxima transparência no encaminhamento de soluções para regularidade institucional”, afirma o documento.

Antes de realizar a eleição,a Câmara local vota em segundo turno, na próxima segunda-feira, uma emenda à Lei Orgânica do Distrito Federal que estabelece a eleição indireta adequando o texto à Constituição Federal. Pela lei orgânica, deveria ser respeitada uma linha sucessória, que passa pelo presidente da Câmara, vice-presidente da Câmara e chega ao presidente do Tribunal de Justiça Local.

Até agora, o único pré-candidato é o governador interino, Wilson Lima (PR). Ontem, em visita aos colegas, ele chegou a pedir votos indiretamente. “Eu sou oriundo dessa Casa e todo deputado distrital pode se candidatar. Eu sou candidato […] Eu sou da Câmara e como deputado é a Câmara que governa hoje o Distrito Federal”, disse.

Presidente da Câmara Legislativa, Lima assumiu o comando do Distrito Federal no dia 25 de fevereiro, após a renúncia de Paulo Octávio, que estava como chefe do Executivo depois que Arruda foi preso por determinação do STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Clique aqui para ler a íntegra no site da Folha

Comentários

Related posts

Câmara do DF cassa deputada da bolsa por participação no mensalão do DEM

Avós ganham direito de visitar netos em caso de separação

Toffoli adia para fevereiro decisão sobre Arruda

Fábio Pannunzio

Leave a Comment