Blog do Pannunzio

Arruda permanece calado durante depoimento à PF

Noelle Oliveira

O governador cassado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), permaneceu calado durante o depoimento na Superintendência da Polícia Federal em Brasília, na tarde desta segunda-feira (29/3). O advogado de Arruda, Nélio Machado, disse que ele só vai falar quando tiver acesso por completo aos autos do processo.

Segundo Nélio Machado, Arruda fazia questão de falar, mas ele não permitiu. “Não abro mão da legalidade”, afirmou. “O Ministério Público sabe tudo, mas eu só vou permitir que o governador se manifeste quando tiver acesso irrestrito à apuração feita até agora”, disse o advogado.

A defesa apresentou uma petição, assindada pelo ex-governador, onde apresentaram os motivos para ele não depor. Nesta mesma petição, os advogados reiteram o pedido de revogação da prisão do ex-chefe do Executivo local.

O documento foi encaminhado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Na semana passada, a Procuradoria Geral da República se manifestou contrária a liberação de Arruda.

Na Papuda
O depoimento de Arruda é um dos 11 marcados para esta tarde na PF. Mais cedo, o ex-secretário de Comunicação do GDF, Weligton Moraes, também usou o direito de ficar calado. A oitiva foi às 10h,  no Complexo Penitenciário da Papuda, onde ele está preso há 44 dias.

Até esta quinta-feira (1/4), os agentes devem interrogar 42 citados no escândalo da Operação Caixa de Pandora, que investiga um suposto esquema de corrupção no GDF.

Clique aqui para ler a íntegra no site do Correio

Comentários

Related posts

FAB incorpora a palavra “despojos” em notas oficiais

Fábio Pannunzio

DEM quer cópia de vídeo de suposto encontro entre Lina Vieira e Dilma Rousseff

Fábio Pannunzio

Sarney, o mentiroso contumaz

Fábio Pannunzio

Leave a Comment