Blog do Pannunzio

Destaques dos jornais de hoje – Valor Econômico

Em entrevista ao Valor, o diretor do Vox Populi, Marcos Coimbra, disse que o voto obrigatório faz com que grande parcela do eleitorado, desinteressada da política, vote na continuidade, a opção mais simples. “Serra é a mudança numa eleição da continuidade. Dilma é favorita, o que não quer dizer que vai ganhar”, ressalva Coimbra. (págs. 1, A10 e A16)

Para FMI, IOF afetou pouco o capital externo

O controle de capitais adotado pelo Brasil em 2008 não teve efeito significativo para evitar a valorização do câmbio nem para conter a enxurrada de investimentos estrangeiros no país, afirma o Fundo Monetário Internacional (FMI) em texto preparatório para sua reunião da próxima semana. A cobrança de 1,5% de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) nos investimentos estrangeiros em renda fixa também não contribuiu para alongar o prazo de investimento dos capitais estrangeiros no país.
“Talvez isso seja explicado parcialmente pela habilidade de alguns participantes do mercado em driblar os controles de capitais”, analisa o Fundo Monetário em seu texto, preparado pelos economistas Annamaria Kokenyne e Chikako Baba. Mas a adoção do IOF não foi inócua, porque permitiu ao Banco Central agir com mais liberdade durante o aperto monetário realizado em 2008. (págs. 1 e C11)

Mudança no TRF apressa Belo Monte
A firme resistência do governo a qualquer adiamento na data do leilão da usina de Belo Monte, 20 de abril, tem uma explicação na agenda do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região. No dia 22, um novo presidente assume a Casa. Até lá, estará no cargo o desembargador Jirair Aram Meguerian. É a ele que o governo vai recorrer para suspender a liminar concedida, ontem, pelo juíz federal de Altamira, no Pará, que cancela o leilão e a licença ambiental da usina.
No ano passado, houve dois recursos do governo no caso de Belo Monte e, em ambos, Meguerian suspendeu liminares também da Justiça Federal de Altamira. Na última delas, a suspensão foi dada em dois dias. Ele sempre se mostrou sensível aos argumentos do governo em favor da obra. Se suspender a liminar, nenhuma outra, em qualquer lugar do país, poderá adiar o leilão pelo mesmo motivo. (págs. 1 e A2)

Pará atrai indústrias para mudar estigma de exportador de recursos naturais (págs. 1 e Valor Estados)

Shoppings avançam em SC
Até 2013, o Grupo Almeida Júnior pretende investir R$ 450 milhões em novos shoppings espalhados por Santa Catarina. Com três empreendimento, a empresa já é líder no Estado. (págs. 1 e B4)

Corrida ao minério de ferro
Boas perspectivas para o minério de ferro aceleram investimentos fora do Quadrilátero Ferrífero, em Minas. O norte do Estado vai receber R$ 6,8 bilhões capitaneados por chineses. (págs. 1 e B8)

Renegociação no açúcar
A queda abrupta nos preços do açúcar forçou os produtores e exportadores brasileiros a renegociar contratos nos mercados doméstico e internacional. (págs. 1 e B13)

Bônus corporativos
Relatório do Instituto Internacional de Finanças (IIF) mostra que o estoque de bônus de empresas dos países emergentes no mercado internacional já supera US$ 600 bilhões. (págs. 1 e C6)

Revanche dos acionistas
Assembleia geral de acionistas do UBS rejeita “absolvição” (“discharging”) a ex-dirigentes do banco pelas perdas bilionárias em 2007 e abre caminho para processo na Justiça. (págs. 1 e C12)

Multiplicação de gestores
Impulsionado pelos últimos anos de bonança, o mercado brasileiro de gestores de fundos cresce sem parar. Desde 2006, o país ganhou mais de 100 novas assets. (págs. 1 e D1)

Crescimento dos fundos
Impulsionada pelas carteiras de renda fixa, a indústria de fundos de investimento encenou o primeiro trimestre com captação líquida de RS 26,7 bilhões, alta de 180% em relação ao mesmo período de 2009. (págs. 1 e D2)

Capitalização do BB
O Banco do Brasil fará um aumento de capital que poderá levantar cerca de R$ 8,8 bilhões, com a emissão de até 286 milhões de ações ON. A operação inclui oferta secundária. (págs. 1, D2 e D9)

Ideias
Maria Inês Nassif: pesquisas eleitorais mostram uma sociedade menos radicalizada do que em 2006. (págs. 1 e A6)

Ideias
Otaviano Canuto: riqueza com commodity não é maldição natural. (págs. 1 e A15)

Ideias
Raquel Balarin: mesmo sem contribuição dos participantes há 3 anos, lucro da Previ não para de crescer. (págs. 1 e A2)

Comentários

Related posts

Líderes tentam inocentar Sarney e Virgílio

Destaques dos jornais de hoje – Jornal do Brasil

MP quer decretação de inconstitucionalidade da lei que pode deixar Arruda impune

Fábio Pannunzio

Leave a Comment