Blog do Pannunzio

Justiça determina indisponibilidade dos bens de Leonardo Prudente

Correio Braziliense

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), deferiu ação movida pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) nesta quinta-feira (22/4), que pede a imediata indisponibilidade de todos os bens e direitos do ex-deputado Leonardo Prudente, bem como das empresas nas quais figure como sócio, direta ou indiretamente, consistentes em imóveis, móveis ou semoventes, veículos, aeronaves e embarcações.

O MPDFT ajuizou a ação em virtude da “prática de atos ímprobos de Prudente, especificamente em virtude de recebimento de ‘mensalão’ pago pelo ex-governador do Distrito Federal, com dinheiro público, advindo de esquema de corrupção implementado na capital da república, ao longo dos anos de 2006 a 2009, isto sem falar em outros atos decorrentes da atuação ilícita do demandado em contratos mantidos com a Administração Pública local”.

De acordo com uma conta feita pelo Ministério Público, a dívida de Prudente atinge a cifra de R$ 6.354.080,00. São R$ 2 milhões pelo “salário” de R$ 50 mil que ele supostamente recebia do caixa que seria abastecido com dinheiro desviado de contratos de terceirização de serviços, segundo relato de Durval Barbosa em depoimentos prestados aos promotores. O restante leva em consideração despesa mensal de R$ 108.852,00 que a Câmara Legislativa teve com a contratação de servidores comissionados indicados por Prudente e com recursos destinados à manutenção de seu gabinete parlamentar.

O ministério público alega que existem, além dos “indícios e das provas já devidamente colacionadas a estes autos, outros elementos de convicção em fase de apuração, isto sem falar na ocorrência de fatos largamente expostos na mídia, inclusive com imagens do requerido recebendo quantias em dinheiro”. O Ministério tem receio que o ex-deputado Leonardo Prudente “promova a ocultação dos bens e valores adquiridos de forma ilícita, razão pela qual requer a providência legal, até a devida apuração dos fatos.

Clique aqui para ler a íntegra no site do Correio

Comentários

Related posts

Especial Foragidos: Por que o Brasil ainda desperta risos, ira e indignação lá fora

Fábio Pannunzio

Mais uma denúncia ao Conselho de Ética contra Sarney. Simon sugere renúncia

Fábio Pannunzio

Interpol coloca Maluf em sua lista vermelha

Fábio Pannunzio

Leave a Comment