Blog do Pannunzio

Após indícios de irregularidades em licitação, novos diretores do Metrô-DF serão indicados hoje

Roberta Lopes – Agência Brasil

Dois diretores e mais um chefe de departamento da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) vão ser substituídos por determinação do governador do Distrito Federal, Rogério Rosso. Eles são acusados pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) por fraude na licitação do projeto básico de engenharia do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

Os diretores que serão substituídos são o diretor-presidente, José Gaspar de Souza; o diretor de Operação e Manutenção, José Dimas Simões Machado, e o chefe de Departamento da Diretoria Técnica, Guilherme Pinto. Rosso determinou que o conselho do órgão faça a nomeação dos novos diretores com base em em critérios técnicos. O conselho deverá nomear os novos diretores e o novo chefe ainda hoje (23).

Segundo o MPDFT, que deflagrou ontem (22) uma operação para cumprir mandados de busca e apreensão no Metrô e em outros endereços, há indícios de envolvimento de funcionários públicos e das empresas que participaram da licitação. O Ministério Público informou que essa é a obra mais cara já contratada no DF, com um orçamento de cerca de 1,5 bilhão.

A Companhia do Metropolitano do Distrito Federal, responsável pela obra, divulgou nota informando que o Tribunal de Contas do DF aprovou a licitação na qual 40 empresas adquiriram o edital, mas devido a especificidades do projeto apenas duas participaram da concorrência. O Metrô informou ainda que a cópia dos autos já está em poder do Ministério Público do DF desde 2007.

Related posts

Zelaya aposta que Micheletti entregará o poder nas próximas horas

CGU alertou governo sobre pagamento de CPMF

Ciro oficializa transferência de título para SP e diz que Skaf é grande candidato

Leave a Comment