Blog do Pannunzio

Dilma admite que não é ‘política tradicional’, mas destaca experiência

Evandro Fadel

A ex-ministra e pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, disse nesta segunda-feira, 26, em entrevista à Rádio Brasil Sul, de Londrina, no norte do Paraná, que não é uma “política tradicional”, mas voltou a garantir que tem experiência administrativa suficiente para credenciá-la a disputar o cargo.

“O fato de ter participado nos últimos cinco anos e meio da coordenação de todos os programas do governo e ter ajudado o presidente na coordenação dos ministros acho que me credencia”, afirmou. Ela também acentuou ter iniciado a carreira como secretária municipal e, depois, ter ocupado cargo semelhante no governo estadual do Rio Grande do Sul.

Questionada sobre as pesquisas pré-eleitorais, adotou o mesmo discurso de seu principal oponente, o ex-governador de São Paulo, José Serra (PSDB). “Tem que levar as pesquisas como sendo referência, um retrato do momento”, disse. “Elas mudam como mudam os ventos, diariamente há flutuações.”

Dilma afirmou considerar mais relevante o fato de ter saído de uma “posição bem modesta” e chegar aos índices de cerca de 30% de agora. “Considero que nós vamos apresentar um projeto, que é o projeto do governo do presidente Lula, com avanços”, ressaltou. “Significa uma prioridade forte à educação, à segurança e à saúde.”

Ela também se referiu à reportagem do Estado desta segunda-feira, 26, sobre pesquisa do IBGE mostrando que 50% dos moradores em metrópoles têm carteira assinada. “É o que empolga a gente, tenho certeza de que vamos continuar gerando emprego”, acentuou. “Nós somos o governo do emprego e seremos a proposta do emprego com desenvolvimento e distribuição de renda.”

Clique aqui para ler a íntegra no site do Estadão

Comentários

Related posts

PSOL entra com ação no Supremo contra Paulo Duque

o blog a caminho de Suriname

SÃO 16, e não 17 corpos resgatados do mar

Fábio Pannunzio

Leave a Comment