Blog do Pannunzio

Dilma diz que país não pode voltar à ‘política da roda presa’

Adriana Vasconcelos

A ex-ministra Dilma Rousseff, pré-candidata do PT à Presidência, voltou a atacar oposição nesta terça-feira e afirmou, durante discurso para o Movimento União Brasil Caminhoneiros, no Senado, que o Brasil precisa impedir a “volta do atraso e da estagnação”. Ao prometer caminhões novos aos 8 milhões de caminhoneiros e destacar que o Brasil precisa da categoria , ela pediu:

– O Brasil precisa impedir a volta da política da roda presa, a política que colocou o país no acostamento. Vocês não vão permitir a volta do atraso e da estagnação. Se Caminhão parado não tem frete, o Brasil parado não tem desenvolvimento – afirmou.

Ao chegar para o evento, Dilma se posicionou contra a proposta do adversário tucano, José Serra, de criar o Ministério de Segurança Pública. Segundo ela, o Ministério da Justiça já cumpre o papel nesta área.

– Setenta e oito por cento das metas do ministério (da Justiça) estão destinadas à área de segurança pública – afirmou.

Dilma destacou que o governo Lula possibilitou a realização de 1.012 operações especiais da Polícia Federal, o que, segundo ela, representa 40 vezes mais o que foi feito no passado.

Em entrevista à TV Bandeirantes , Serra defendeu na segunda-feira leis mais rigorosas para criminosos e prometeu criar o Ministério da Segurança Pública, caso seja eleito.

– As coisas da Justiça devem ficar no Ministério da Justiça. Já a repressão ao crime tem que ser num ministério especializado e organizar todo o trabalho de segurança no Brasil.

Clique aqui para ler a íntegra no site da Folha

Comentários

Related posts

Itaipu – Brasil e Paraguai têm nova rodada de negociações

Destaques dos jornais de hoje – O Estado de S. Paulo

Por 5 votos a 4, STF livra Palocci de processo

Leave a Comment