Blog do Pannunzio

CNJ vai fazer correição para averiguar fraudes na distribuição de processos da justiça de MT

Por Adriana vandoni, do blog Prosa e Política

 

 

O Conselho Nacional de Justiça determinou uma correição no setor de informática do Tribunal de Justiça de Mato Grosso para averiguar suspeita de irregularidades no processo de distribuição de sentenças, detectadas na auditoria feita durante a gestão do Corregedor desembargador Orlando Perri. Como as suspeitas envolviam desembargadores e o mais grave, um esquema de venda de sentenças, Perri encaminhou o relatório ao o Ministério Público Federal ao Superior Tribunal de Justiça.

Pela portaria do CNJ, o sistema de distribuição de sentenças passará por correição no dia 20 de maio, com a supervisão do juiz-auxiliar do CNJ, Friedmann Wendpap.

A vulnerabilidade do sistema e a suspeita de irregularidades foram reveladas em primeira mão pelos blogs do Pannunzio e Prosa e Política em março passado – leia aquiaquiaqui.

Esta decisão do CNJ pode desencadear em mais “aposentadorias compulsórias” no Tribunal de Justiça de Mato Grosso, caso seja confirmada a existência de um esquema de venda de sentenças que envolveria magistrados, filhos de magistrados e muitos advogados que atuariam como meros mercadores de decisões.

 

Comentários

Related posts

‘Já paguei minha pena’, diz Expedito Junior sobre Lei da Ficha Limpa

Fábio Pannunzio

Balanço da gripe suína aponta 192 mortes no país

Massa reage a estímulos e já apresenta sinais de melhora

Leave a Comment