Blog do Pannunzio

Polícia Federal realiza 10 mandados de busca para investigar procurador do DF

Filipe Coutinho

A Polícia Federal realiza nesta segunda-feira dez mandados de busca e apreensão em Brasília para levantar documentos sobre os contratos de limpeza urbana do governo do Distrito Federal, mais uma frente de apuração do escândalo do mensalão do DEM.

A Folha apurou que parte dos alvos foram empresas que mantém contratos do lixo com o governo e que envolveriam o chefe do Ministério Público do DF, Leonardo Bandarra, e a promotora Deborah Guerner. Eles negam participação no esquema.

Os mandados foram expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, responsável pela parte do inquérito que investiga os contratos do lixo e as suspeitas contrs os membros do Ministério Público. Segundo o delator do mensalão, Durval Barbosa, Leonardo Bandarra recebeu mais de R$ 1,6 milhão de propina, além de mesada, para interferir no Ministério Público e impedir investigações sobre os contratos do lixo.

De acordo com Barbosa, a promotora Deborah Guerner seria a intermediária da negociação. Um das conversas, segundo depoimento de Barbosa, foi feita na sauna da casa da promotora.

Leonardo Bandarra e Débora Guerner são investigados pelo Conselho Nacional do Ministério Público, órgão responsável pela fiscalização do Ministério Público.

Clique aqui para ler a íntegra no site da Folha

Comentários

Related posts

Em menos de sete anos de mandato, Lula acumula mais de 260 condecorações

Secretária da Receita é demitida depois de multar a Petrobras

Fábio Pannunzio

Advogados gaúchos querem cassar mandato de Marina Silva

Fábio Pannunzio

Leave a Comment