Blog do Pannunzio

Destaques dos jornais de hoje – Valor Econômico

“Pegadinha” da Heineken é candidata em Cannes
Em 21 de outubro de 2009, dia do jogo entre Real Madri e Milan, pela Liga dos Campeões da Europa, a cervejaria Heineken, patrocinadora do torneio, promoveu um concerto de música clássica no mesmo horário da partida. Por meio de namoradas, chefes e amigos sigilosamente contratados para participar da operação, a cervejaria conseguiu convencer, a duras penas, mil pessoas a comparecer ao evento. Na hora do início da peça, um telão se abriu no auditório com as frases: “Você acha que iria perder a partida? Vamos assistir ao jogo juntos? Heineken, feito para entreter.”
A plateia, em Milão, caiu na gargalhada e assistiu ao jogo. Era uma “pegadinha”. Cenas do teatro, com pessoas desanimadas na entrada, foram transmitidas ao vivo pela TV, minutos antes da partida começar, para 6 milhões de pessoas. Outras 10 milhões souberam da campanha nas duas semanas seguintes e o site com o material teve um milhão de visitas. Foi a primeira ação com esse tipo de integração na história da publicidade. Feito pela agência JWThompson, da Itália, o anúncio “Auditorium” é um dos mais premiados do Festival Internacional de Publicidade de Cannes, o maior evento do mercado, que termina amanhã, e tem chance de ser escolhido como o melhor filme publicitário de 2009. (Págs. 1 e B6)

Fundo do FGTS muda o foco
A menos de dois anos de sua criação, o Fundo de Investimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS) já se tornou sócio de uma dezena de empresas ao adquirir R$ 3 bilhões em ações. A maior parte dos recursos foi destinada a companhias de energia. Em vários casos, as empresas passavam por dificuldades.
Mas as prioridades do fundo mudaram. Segundo o vice-presidente de gestão de recursos de terceiros da Caixa Econômica Federal, Bolívar Tarragó, a meta para o segundo semestre é a compra de debêntures de empresas privadas, principalmente dos setores de saneamento e logística. (Págs. 1 e C10)

Piloto de fogão no comando da Embraer
Conhecido por sua reserva ao falar em público, o carioca Frederico Curado, presidente da Embraer, revela-se um executivo descontraído numa conversa informal, como a que teve durante almoço para a seção “À Mesa com o Valor”. Botafoguense roxo, Curado é um genuíno gourmet – seu carro-chefe no fogão é arroz de polvo -, interessa-se por vários gêneros musicais e ainda toca violão. “Não sou grande tocador. Toco para mim”.
Leia ainda reportagem sobre proposta do Ministério da Cultura de revisão da Lei de Direitos Autorais. (Págs. 1 e Eu&Fim de Semana)

Brasil se oporá, na reunião do G-20, à taxação dos fluxos de capital (Págs. 1 e A11)

Fundos de investimento em florestas multiplicam seus projetos, diz Vianna (Págs. 1 e C1)

Nota paulista rende R$ 1,5 bi
Desde o lançamento da Nota Fiscal Paulista, em outubro de 2007, até o fim do ano passado, o governo do Estado obteve arrecadação adicional de R$ 1,5 bilhão com o ICMS. (Págs. 1 e A4)

Chávez estatiza plataformas

A Venezuela anunciou que vai estatizar plataformas de petróleo da americana Helmerich & Payne, sob acusação de boicote à produção. AS unidades estão paradas em razão de dívida do governo com a empresa. (Págs. 1 e A11)

Batalha pela banda H
Operadoras de telefonia móvel ameaçam recorrer à Justiça caso a Anatel impeça sua participação no leilão de frequências da banda H, cujo edital está em análise na área técnica da agência. (Págs. 1 e B2)

Substituição de celular
Fabricantes de celulares e operadoras reagem à exigência do Ministério da Justiça de substituição imediata do aparelho em caso de defeito. Alegam que a determinação fere o Código de Defesa do Consumidor. (Págs. 1 e B2)

Aposta na capilaridade
Grandes laboratórios farmacêuticos buscam distribuidoras regionais para aumentar sua cobertura no varejo e ajudam a fortalecer pequenas e médias empresas do segmento. (Págs. 1 e B7)

Exportação ameaçada
Autoridades sanitárias dos EUA detectaram um novo problema em um lote de carne industrializada da unidade da JBS em Lins (SP). As exportações brasileiras já estavam suspensas desde 27 de maio. (Págs. 1 e B11)

Café bate recorde
Distorção provocada pelo próprio sistema eletrônico de negócios na Bolsa de Nova York fez o café (contratos de segunda posição) subir 5,1% ontem e atingir o maior preço em 12 anos. (Págs. 1 e B11)

Concentração no cooperativismo
Pressionadas pela crise internacional, cooperativas agropecuárias vivem novo ciclo de consolidação para ganhar escala e aumentar sua competitividade. (Págs. 1 e B12)

Ideias
Yoshiaki Nakano

Para transitar a um crescimento acelerado não há outra saída senão corte das despesas do governo em relação ao PIB. (Págs. 1 e A13)

Ideias
Cláudio Couto

O que merece destaque na pesquisa do Ibope é a projeção da possível vitória de Dilma Rousseff já no primeiro turno. (Págs. 1 e A8)

Comentários

Related posts

Destaques dos jornais de hoje – O Globo

Fim-de-semana de folga

Fábio Pannunzio

Oposição traça estratégia para neutralizaer maioria governista na CPI do MST

Leave a Comment