Blog do Pannunzio

Arruda é levado à força pela PF para depor sobre promotora

Márcio Falcão
Fernanda Odilla

O ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, foi conduzido à força nesta sexta-feira pela Polícia Federal para prestar depoimento na Procuradoria Regional da República em Brasília.

Acusado de chefiar o esquema do mensalão do DEM, Arruda presta esclarecimentos sobre a suposta participação da promotora do Distrito Federal Deborah Guerner no sistema de distribuição de propina.

A Polícia Federal foi acionada pelo procurador Ronaldo Aldo porque Arruda, mesmo após ter sido intimado por duas vezes, não compareceu ao Ministério Público local.

Arruda depõe como testemunha aos procuradores Ronaldo Aldo e Alexandre Espinoza. A promotora é suspeita de envolvimento no esquema de arrecadação e pagamento de propina que derrubou o governo Arruda.

Segundo o delator do mensalão, Durval Barbosa, o ex- chefe do Ministério Público do DF, Leonardo Bandarra, teria recebido mais de R$ 1,6 milhão, além de mesada, para interferir no Ministério Público e impedir investigações sobre os contratos do lixo.

De acordo com Barbosa, a Deborah seria a intermediária da negociação. Um das conversas, segundo depoimento de Barbosa, foi feita na sauna da casa da promotora. Os conselheiros viram indícios “graves” de participação dos dois no mensalão do DEM.

Durante busca e apreensão, a Polícia Federal encontrou cerca de R$ 280 mil enterrados no quintal da promotora ao lado de discos rígidos e CDs.

Clique aqui para ler a íntegra no site da Folha

Comentários

Related posts

Sérgio Guerra pede investigação responsável na CPI da BR

Foragido, Hosmany concedeu entrevista exclusiva ao Blog

Fábio Pannunzio

Destaques dos jornais de hoje – Folha de S. Paulo

Leave a Comment