Juliana Castro – Enquanto a corrida eleitoral acontecia a todo vapor, os então candidatos Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) travavam uma guerra... Dilma e Serra ‘abandonam’ seguidores do Twitter após eleição

Juliana Castro –

Enquanto a corrida eleitoral acontecia a todo vapor, os então candidatos Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) travavam uma guerra nas redes sociais, especialmente no Twitter, para conseguir votos que fizessem a diferença. Mas, concretizada a vitória da petista no segundo turno, dia 31 de outubro, os dois diminuíram – e muito – a frequência de aparições no microblog.

Dilma chegou a postar 63 mensagens em outubro, na reta final para a escolha do novo presidente. Em todo o mês de novembro, quando já estava eleita, a petista postou apenas cinco mensagens, uma redução de 92% em relação ao mês anterior. Em setembro, foram 32 tweets. Os dados são do TweetStats, que contabiliza a frequência de postagens do usuário do microblog.

Em mensagem postada no último dia 16, a presidente eleita justificou a ausência na rede social:

“Amigos, não abandonei o Twitter, não. É que ando muito ocupada. Depois de um curto descanso, fui à reunião do G20 com o presidente Lula na Coreia”, escreveu.

Serra também “desapareceu” do microblog. Com 141 tweets em novembro deste ano, o tucano teve a menor média de postagens desde julho de 2009, quando publicou 135 mensagens. No auge da disputa com Dilma, em outubro, o ex-governador publicou 382 mensagens. Entre outubro e novembro houve, portanto, uma redução de 63% nas postagens do tucano. Em setembro, foram 276 no total.

Um dos motivos para se afastar do Twitter foi o descanso do tucano na França:

“Voltei ontem de viagem. Depois da palestra no seminário de Biarritz, fui com meu filho conhecer Budapeste, na Hungria”, postou Serra, no dia 16 de novembro.

“Nunca tinha ficado tanto tempo longe do Twitter: uma semana! Fez falta”, escreveu o tucano em outra mensagem publicada no mesmo dia.

Marina Silva (PV) ficou fora da disputa do segundo turno. Mas, logo que deixou a corrida presidencial, também abandonou o Twitter. Em setembro, a senadora postou 400 mensagens no microblog e, em outubro, quando não era mais presidenciável, publicou 128 tweets. Uma redução de 68% no nível de postagens. Em novembro, Marina repetiu o ritmo de queda e escreveu apenas 20 tweets.

Clique aqui para ler a íntegra no site do Globo



Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *