Blog do Pannunzio

Michael Jackson queria ser clonado, afirma ex-segurança

Com informações da Folha Online.

Depois de três semanas, várias revelações inusitadas continuam rondando o passado do astro-pop Michael jackson.

Segundo o ex-segurança do cantor no Reino Unido, Matt Fiddes, Jackson chegou a congelar o próprio esperma para poder “reviver após a morte”.

A declaração foi feita ao tabloide americano “The People”. O medo de ser esquecido depois da morte teria feito com que Michael Jackson quisesse ser clonado.

Mas a obsessão do ídolo pela vida após a morte não era uma novidade, Nos anos 90, Michael se interessou por métodos científicos variados neste sentido.

Ele morreu no último dia 25 de junho, aos 50 anos.

Comentários

Related posts

Crise no Senado é tema do Grito dos Excluídos

Beneficiários do Fies lutam por redução nas dívidas

Fábio Pannunzio

Nove envolvidos no mensalão do DEM disputam eleições no DF

Leave a Comment