Direitos humanos Manchetes Notí­cias Polí­tica Primeira Mão Segurança

Sevícias contra escrivã foram constatadas em perícia. Prova não foi usada em inquérito que inocentou delegados

As sevícias decorrentes da violência empregada na humilhante “revista íntima”  feita na escrivã V.F.S.L. por dois delegados da Corregedoria da Polícia Civil de São Paulo foram constatadas pelo Insituto Médico Legal. O exame de corpo de delito foi realizado em 16 de junho de 2009,  dia seguinte à sua prisão em flagrante.

O laudo, assinado pelo médico-legista Marcus A. P. Telles, atesta que ela sofreu “lesões de natureza leve”. Foram encontradas equimoses no tornozelo direito e no punho esquerdo. O legista também anotou que V. “não quis retirar a calça para exame das pernas pois estava muito abalada emocionalmente”. A Corregedoria havia afirmado que os métodos empregados na lavratura do flagrante foram “adequados”. As imagens da humilhação imposta à servidora foram divulgadas em primeira mão pelo Blog do Pannunzio e pela Rede Bandeirantes (veja aqui na íntegra).

Apesar da constatação, o promotor Lee Robert Kahn da Silveira, que esteve a cargo do inquérito policial instaurado para apurar os excessos dos delegados-corregedores, desprezou a prova em seu parecer, que resultou no arquivamento do inquérito. Não há uma menção sequer anotada no texto a qualquer tipo de marca ou ferimento. Os advogados de V. não sabem se a peça foi juntada ao inquérito.

Caso não tenha sido juntado, o laudo pericial pode provocar a reabertura do caso, como desejam os pormotores do GECEP (Grupo Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial) do Ministério Público paulista. De acordo com o Artigo 18 do Código de Procesos Penal, só é possível reabrir um processo arquivado por determinação judicial quando surgem novas provas, que não foram consideradas no curso da primeirai investigação.

Veja abaixo o fac-símile da perícia.

 

 

Comentários

Related posts

Nova explosão na usina nuclear de Fukushima fere 11

Fábio Pannunzio

Tesoureiro do PT terá que pagar dívida da Bancoop

Tudo igual no STF. Empate persiste, com 5 X 5

Fábio Pannunzio

20 comments

Demósthenes 25/02/2011 at 13:44

Sandro de Sá é um TROLL de última categoria!!!

Reply
A tia caiuuuuuu 25/02/2011 at 09:26

Sandro de Sá de ve ser parente do delegado bombadinho, affffffffffffffff

Reply
Frederico Miguel 25/02/2011 at 08:25

Nobres Leitores,
tomo a liberdade de postar um expetacular e alertador artigo que gostaria de compartilhar com todos:
diz respeito ao risco da MILITARIZAÇÃO DA SEGURANÇA PÚBLICA NO BRASIL:

"A MILITARIZAÇÃO DA SEGURANÇA PÚBLICA:
UM ENTRAVE PARA A DEMOCRACIA BRASILEIRA
Recebido em 16 de dezembro de 2006. Rev. Sociol. Polít., Curitiba, v. 18, n. 35, p. 119-130, fev. 2010
Aprovado em 12 de maio de 2009.
José Maria Pereira da Nóbrega Júnior1
A manutenção dos militares e o aumento de suas prerrogativas no âmbito da questão da segurança pública
são critérios que limitam a autonomia civil nas áreas de gestão, planejamento e ações estratégicas em
segurança. Esse legado autoritário na Constituição Federal e em algumas instituições do poder coercitivo,
com destaque para o Ministério da Defesa e a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), faz que a democracia
no Brasil não se consolide, pois o controle de civis em seus comandos é bastante frágil. Dessa forma, o
objetivo deste trabalho é demonstrar que o processo de militarização da segurança pública limita a democracia
brasileira. Mesmo depois de termos redemocratizado o país, em moldes procedurais submínimos, a
questão da segurança interna permanece de forma bastante acentuada nas mãos dos verde oliva, o que gera
falta de controle civil sobre os militares, atributo imprescindível para a consolidação da democracia, além
de limitações sérias em defender os direitos dos cidadãos. Observando tais detalhes, percebo que o atual
quadro da segurança pública do Estado brasileiro contempla, no máximo, uma semidemocracia.
PALAVRAS-CHAVE: Militarização; relações civil-militares; Ministério da Defesa; Agência Brasileira de
Inteligência; consolidação democrática."

Reply
PC ACUADA 5 25/02/2011 at 17:08

A MILITARIZAÇÃO DAS POLÍCIAS ESTADUAIS É UMA HERANÇA QUE RECEBEMOS DOS TEMPOS DO REGIME DE EXCEÇÃO.
UM DOS ERROS DA CONSTITUIÇÃO DE 1988 FOI MANTÊ-LAS.
A SOCIEDADE É CIVIL.
A POLÍCIA DEVE SER CIVIL, COM UM SEGMENTO UNIFORMIZADO E OUTRO INVESTIGATIVO, COMO NAS MELHORES DEMOCRACIAS DO MUNDO.

Reply
Frederico Miguel 26/02/2011 at 15:18

Respeitáveis Leitores deste Conceituado, sério e Democrático Blog,

SUGIRO QUE INICIEMOS UMA PROFUNDA DISCUSSÃO SOBRE A VIABILIDADE DA DESMILITARIZAÇÃO DAS POLÍCIAS, PARA O BEM DA DEMOCRACIA BRASILEIRA, QUE AINDA NÃO ESTÁ CONSOLIDADA!

Frederico Costa Miguel.

Reply
Araújo 25/02/2011 at 01:25

Coisas que me vem à cabeça…
Se não houvesse a divulgação do vídeo sobre a escrivã de polícia através da internet?
Seria impossível a reclamação da vítima da curra perpetrada, tendo em vista que simplesmente não haveria lugar algum onde essa moça pudesse ser ouvida, ou quem a ouvisse.
O crime, ou crimes cometidos pelos inquisidores ficariam no limbo do dito pelo não dito.
Acredito que o filme em questão foi feito com a certeza de estarem os corregedores, no divino ofício da purificação, como sendo uma obra-prima da atuação policial perfeita.
Quando a Corregedoria saiu do comando da Delegacia Geral de Polícia, em meados de 2009, achou-se estar a fazer um grande negócio. Dar um golpe mortal aos policiais corruptos, desvinculando hierarquicamente o órgão censor do resto da entidade.
As boas intenções geralmente levam às portas do inferno.
Criou-se o monstro-Deus incontrolável que não obedeceria ninguém a não ser seu criador, que teria domínio sobre tudo e sobre todos. Onipotência, onisciência e onipresença, o Grande Irmão, o Grande Pai, que, sobretudo dominaria a mente de seus oponentes além de seus atos. A fera que estaria espreitando em todos os lugares, soberana, mortal.
Ninguém estaria a salvo, opressão total, a simples menção de seu nome apavoraria todos os funcionários que deveriam zelar pela ordem e pela segurança da população.
É por isso que os policiais do 25º DP, que presenciaram a curra protagonizada pelas autoridades censoras, se acovardaram, abandonando inclusive sua própria dignidade, ficando de calças nas mãos enquanto a colega que ali trabalhava era brutalizada fisicamente, moralmente e psicologicamente.
O mostro-Deus que a todos assombra, dominou inclusive a vontade daqueles que nunca deveriam ceder a qualquer ameaça, que, como super-heróis deveriam se opor a qualquer injustiça e contra-atacar no momento em que uma situação adversa acontecesse. Atos reflexos, quase automáticos. Os funcionários se acovardaram. Maridos, pais, filhos, visto que é isso que o funcionário público é quando não está no trabalho policial, se acovardaram de tal forma que participaram de um crime hediondo por omissão e deixaram a vítima como um cervo indefeso ser atacado por leões. A covardia dos funcionários do 25º DP ofende inclusive suas próprias famílias, que constataram serem seus heróis meras rezes apavoradas com os leões atrás das moitas.
Policiais permitindo que uma colega fosse brutalizada, a título de um flagrante de $R200,00 (duzentos reais).
Quem é mais corrupto?
Voltando… Onde a Escrivã iria reclamar do abuso que sofreu?
O filme sumiu, mesmo sendo obra dos corregedores. Diz-se que a obra era vista no interior da corregedoria para deleite de que aprovasse a doentia atitude.
O governador diz ser grave o vazamento do filme pela internet.
Durante todo esse tempo, essa pobre moça, não pôde reclamar a ninguém, nem mesmo a seu marido.
Essa mulher teve que permanecer calada, durante seu processo administrativo e aceitar sua demissão depois de sofrer um abuso quase sexual. Moral com certeza.
A prova ilegal foi aceita. Os delegados absolvidos. A justiça foi feita, meu Deus. Santo – Oficio. A “currada” expurgada dos quadros. Ela que vá reclamar onde quiser, é só mais uma.
Mas o filme apareceu, como um milagre. Expos o Santo – Oficio, sagrado. E há quem diga que não houve nada de errado, era uma corrupta, afinal.
Já pensou se a moda pega?……. Mas pegou. Quantos não foram assim, depois da separação de 2009. Só que ninguém se importava e não havia onde reclamar. Eram surdos às reclamações dos ditos corruptos. A corregedoria passou a agir por produção e não por exceção. Aceitar provas ilícitas passou a ser conduta costumeira, desde que atentassem contra o funcionário.
O governo Serra precisava disso… Presidente!!
O monstro-Deus queria continuar. As perseguições, o Santo-Ofício, as cruzes, a solução final… Boas intenções…
Sabiam que a função do Diabo era apontar os pecados dos humanos, e para mostrar eficiência a Deus, passou a produzi-los?
Nem todos têm filmes para mostrar, mas continuam sem lugar para reclamar.

Reply
Sandro de Sá 24/02/2011 at 23:19

GENTE!!!! Isso é um flagrante esperado, portanto é legal. Seria ilegal um flagrante preparado, o que não é aceito pela legislação brasileira. Não tem outra forma de acabar com os corruptos. A Loirinha estava a fim de enrolar e sumir com as provas. Portanto SENSACIONALISTAS DE PLANTÃO, inclusive da famigerada imprensa, que criticam a polícia por não agir com rigor e por não prender todos os bandidos e desvendar todos os crimes. E a hora que um bandido é lesionado fazem um horror contra a polícia. GENTE !!! Policiais não são super-homens ou mulheres maravilhas capazes de hipnotizar bandidos, que aplicam a pena de morte a todos, sem piedade. As armas deles são as mesmas ou muitas vezes inferiores a dos bandidos. E esse LOIRINHA pegando dinheiro de marginais para livrá-los, podendo colocar na rua ou inocentar bandidos, traficantes que vão matar vc e sua família mais tarde. A AÇÃO FOI LEGAL, infelizmente corruipção na polícia é uma constante, e não há outra forma de acabar com ela se não for uma ação dura e eficxaz. A ação foi acompanhada por policiais femininas, então foi legal e JUSTA. A Imprensa agora fica com pena dela!!!!!!. IMPRENSA arrumem revistas pornô pra ela – com certeza irá ganhar muito mais dinheiro !!!!! E com certeza não precisará pegar dinheiro de bandido para soltá-los ao arrepio da lei e este voltará a delinquir podendo roubar vc e seus familiares ou até matá-los. PARABÉNS PELA AÇÃO. O erro foi ter colocado o vídeo na NET, do mais, PARABÉNS !!!!!! PENA DE MORTE PARA CORRUPTPOS e JORNALISTAS que ficam agitando, não sabem o que querem, alías somente querem polemizar para dar IBOPE

Reply
fabiopannunzio 24/02/2011 at 23:43

O Sr. sugere pena de morte pra mim ? O Sr. é parente do Kadhafi ? Do Mubarak ? Que espírito democrático é esse ?

Reply
Frederico Miguel 26/02/2011 at 15:16

Isso mesmo, Caro Pannunzio,

deve haver milhares de pessoas clamando por pena de morte contra o sr., contra o Julien Assange e contra os corajosos que ousam ultrapassar a blindagem de algumas mídias convencionais, cada vez mais mancomunadas com o Sistema, porém cada vez mais desmoralizadas pelos que possuem o mínimo de censo crítico.

Parabéns pela coragem em aprofundar nos temas de Segurança Pública e prossiga nesse seu relevante trabalho.

"A coragem é a primeira das qualidades humanas, porque é a qualidade que garante as demais." (Winston Churchill)

Frederico Miguel · Delegado de Polícia.
Complementando, há que se instaurar um verdadeiro CHOQUE DE GESTÃO SALARIAL, ESTRUTUAL E FUNCIONAL na POLÍCIA CIVIL DE SÃO PAULO, a fim de termos uma Polícia MOTIVADA e PROPOSITIVA, para o bem de todos!

"HANNA BARBERA · 21 hours ago
OS POLÍTICOS, PELO MENOS ESSES QUE JÁ VÃO PARA VINTE ANOS EM SÃO PAULO, NÃO ESTÃO INTERESSADOS EM UMA POLÍCIA INVESTIGATIVA MUITO ATUANTE, BEM REMUNERADA E EQUIPADA, POR MOTIVOS ÓBVIOS…
BASTA-LHES UMA POLÍCIA QUE APAREÇA BASTANTE AOS OLHOS DO POVO, COM HELICÓPTEROS ÁGUIAS,
VIATURAS E MUITA PIROTECNIA, PASSANDO UMA CERTA SENSAÇÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA.
TEM PROGRAMA DE TV QUE, VOCÊS SABEM, SE O ÁGUIA NÃO VOAR E O RIO NÃO ENCHER, NÃO TEM NADA PARA MOSTRAR.
POLÍCIA CIVIL? INVESTIGATIVA? ALÉM DE NÃO APARECER MUITO, AINDA PODE, VEZ POR OUTRA, CAUSAR ALGUM TIPO DE CONSTRANGIMENTO PARA ALGUM "AMIGO". IMAGINE SE COMEÇAM A INVESTIGAR CONTRATOS DE LICITAÇÕES, POR EXEMPLO.
ALÉM DISSO, O MILITARISMO POLICIAL É MUITO MAIS CONDIZENTE COM REGIMES DO TIPO QUE PRESERVAM SECRETÁRIOS DE SEGURANÇA COMO ESSE QUE AGORA ESTÁ NO "ARAME". "

Reply
Marcio 25/02/2011 at 08:23

Em primeiro lugar , ficam minhas desculpas ao Sr. Pannuzio pelo que direi a seguir.
Vosso Blog tem conduzido a discussão de forma Democrática e correta, e deixo aqui consignado meu profundo respeito, e a admiração que passei a ter pelo seu trabalho, correto e isento. Mas… sou obrigado a responder absurdos como este, pela minha consciência.
…É mesmo, Sr. Sandro ? Pois é … Vamos analisar uma situação hipotética, mas que pode acontecer …
Sua Mãe, que sei que não deve ter culpa de ter um filho assim, tão desqualificado, vai visitar por algum motivo uma empresa. Por um azar, uma funcionária esquece a carteira no sanitário feminino, e ela desaparece, com todos os documentos e uma certa quantia em dinheiro. A Polícia é chamada, e quem comparece ao local ?
O "Paladino da Lei", o DELEGADO DUDÚ.
Fecha as portas da empresa, e manda todas as mulheres entrarem na sala onde ele se encontra, e ficarem nuas para serem revistadas. Inclusive vossa nem tão estimada genitora (pois se fosse, o Sr. não faria este tipo de comentário…) .
Espero que ela esteja na oportunidade de calcinha nova, e depilada…
Não satisfeito, depois ele sairá mostrando o vídeo para todos os demais colegas de Delegacia, para comentários sórdidos e deleite dos demais desequilibrados como ele.
Pois desequilibrados se atraem. Onde tem um, sempre tem mais…
Não é assim que deve ser feito ?
Mudou sua visão ?
Pena de Morte ?
Não a defendo nem aos Boçais, grupo no qual enquadro vossa pessoa.
Polêmica ?
É o Sr. quem quer, do contrário, não escreveria absurdos como estes que escreveu !
E já aviso : Não responderei mais seus comentários desqualificados.
O Sr. não possui sequer DIGNIDADE para que isto ocorra.
Mas como última recomendação, deixo ao Sr. a indicação da leitura de uma obra de fácil compreensão, e acessivel :
A Constituição Federal , em seu artigo 5º.
É mais complexa que a leitura da "Caminho Suave", obra que deve ser de sua apreciação.
Mas (talvez) lá o Sr. entenderá oque são os Direitos Básicos e Fundamentais de um ser humano.
Inclusive do Sr., como o Direito de Livre Expessão que ora exerce, sem entrar no mérito se de forma adequada ou não.
Por favor, guarde suas opiniões para os bares infectos e lupanares que por certo o Sr. deve frequentar; aos seus companheiros de vícios…
Não nos brinde mais com estas "pérolas" filosóficas…
Dispensamos esta "honraria" .
E passar bem, Sr. .

PS. Não entendeu oque leu ?
Previsível…
Tá bom, vou no popular…
"Finge que vai alí, cag**, e sai de fininho…"

Reply
Luiza 25/02/2011 at 12:29

Pena de Morte para pessoas com instintos malígnos!!! Pena de Morte para quem não dispõe de respeito, amor ao próximo e princípios morais… Justo mesmo é ler certas mensagens e ter a consciência de que cada pensamento é relacionado com a dimensão do cérebro… Isso sim é justiça, só que divina!

Reply
Luciano Prado 24/02/2011 at 21:23

Para ser respeitado é preciso antes se respeitar. Qual a entidade que representa os policiais civis de São Paulo? A Constituição Federal autorizou os servidores públicos – inclusive policiais civis – a instituírem sindicatos de modo a representem a categoria.

Onde está essa entidade representativa da categoria. Não há. O que existe são grupos estanques. Cada um defendendo interesses específicos em detrimento aos da instiuição e os da maioria dos policiais E a população percebe esse jogo.

Portanto, quando a categoria tiver uma entidade que represente a todos, faça valer seus direitos e os anseios da população.

Senão, permanecerá esse joguinho entre facções que só interessa a governantes com tendencias autoritárias.

Reply
Frederico Miguel 24/02/2011 at 21:00

Nobres Leitores, Caro Fábio Pannunzio,

Ouvi dizer que o Ministério Público irá reavaliar o caso. É importante ressaltar que o Promotor de Justiça e o Juiz do caso avalizaram a conduta dos Delegados.

Se quisermos uma investigação séria, insisto que lancemos mão do Conselho Nacional do Ministério Público (Órgão de Controle Externo do MP) e do Conselho Nacional de Justiça (Controle Externo de Juízes), a fim de que sejam também investigados os promotores e juízes que compactuaram com tudo o que foi feito, mesmo tendo o promotor assistido ao vídeo.

Entendo que o Princípio da Independência Funcional a que fazem jus promotores e juízes não é absoluto e deve ser devidamente contido pelas normas vigentes, devendo eventuais abusos dessa prerrogativa ser devidamente contidos pelo Ordenamento Jurídico.

Reply
Frederico Miguel 24/02/2011 at 20:08

Nobres Leitores, Caro e Respeitável Jornalista Fábio Pannunzio,

Entendo que quem deve investigar o caso não deve ser apenas o Ministério Público – que antes de o polêmico vídeo vir à

tona, ratificou e o ato dos corregedores, não tendo o promotor vislumbrado nenhum abuso por parte dos condutores da

ocorrência, mesmo tendo assistido ao vídeo! Entendo que a INDEPENDÊNCIA FUNCIONAL a que fazem jus juízes e

promotores deve encontrar seus devidos e naturais limites.

Há que se lançar mão do Conselho Nacional do Ministério Público para que investigue a atuação dos

promotores do caso, que confirmaram os atos dos Delegados, tendo sido, assim, cúmplices desses atos.

Não é correto investigar apenas os Delegados do caso. Se quisermos uma investigação séria, devem o Conselho

Nacional do Ministério Público (Órgão de Controle Externo do MP) e o Conselho Nacional de Justiça (Órgão de Contrle

Externo dos Juízes) avaliar a conduta do promotor e juiz do caso em questão. Ninguém está acima da lei.

Reply
Claudio Gonçalves 24/02/2011 at 20:02

Um policial corrupto é o pior inimigo da sociedade, ele tem o poder de policia a seu favor, em uso dele, subjuga o direito de defesa do civil, do cidadão. Este, por sua vez fica, exposto a toda sorte de violência ou até mesmo exploração por parte do agente da lei. “criminoso travestido de autoridade", ou seja, podem desarmar um cidadão que tem porte de arma, e assaltá-lo, podem surpreender um veiculo com licenciamento atrasado e extorquir o motorista; a exemplo das Audis que eram visadas para este fim, e propiciavam altos ganhos em troca de não apreensão do veiculo, entre outras praticas, Na maioria das vezes extorquem criminosos, fato corriqueiro na policia civil. A corregedoria pega pesado quanto a esse tipo de servidor. A policia militar vai mais alem: policiais criminosos sofrem torturas de toda sorte no batalhão da cavalaria – ali pertinho da Rota mesmo – o chamado SR3 (serviço reservado da Policia Militar ) e lá estando, parecem ter sido abduzidos por extraterrestre, somem do mapa literalmente, nem os advogados conseguem descobrir o paradeiro daqueles que cometem seus crimes a caem em mãos poderosas de suas respectivas corregedorias. O presídio Romão Gomes – onde ficam presos ex-policias criminosos- segundo eles, mais se parecem o paraíso, depois de passarem pelo tramite “Aos Costumes” exonerados cumprem suas penas tranquilamente naquele presídio militar. Quanto aos Policiais Civis, estes vão para delegacias que recebem policiais que cometeram seus delitos, a exemplo da delegacia do Ceasa, entre outros.
No caso da policial civil em questão, ela conhece muito bem os riscos que corria, no entanto nem hesitou em extorquir míseros 200 reais, e se foi pega, certamente vinha há tempos observando o comportamento dela. Por fim encontrou o que sabia ter que um dia enfrentar. Por alguns trocados não prendeu que havia de prender, que solto se livrou para tirar sabe-se lá o que de quem, talvez a vida, ou um carro, ou um talão de cheques, seja lá o que for. Lamento que tenha havido uma violência em sua prisão em flagrante, mas isso foi algo que ele promoveu para ela mesma.
Vejam os exemplos no rio de Janeiro após o advento da invasão aos morros tão violentos.

Reply
Luiza 25/02/2011 at 12:17

É uma pena que ainda existam pessoas que acreditam em coelhinho da páscoa, infelizmente as coisas nem sempre são como a gente vê. Num Estado Democrático de Direito é arrasador que abusos como esse seja cometidos e ainda tenham recepções conformadoras de alguns seres humanos.

Reply
Claudio Gonçalves 26/02/2011 at 17:25

Realmente é um problema que soment o gênio da "Garrafa Pet" poderia resolver.

Reply
Frederico Miguel 24/02/2011 at 19:57

Nobres leitores e Caro e Respeitável Jornalista Fábio Pannunzio,

É o que eu sempre digo, nenhum político é maior do que a centenária POLÍCIA CIVIL – SP!. Tratar a Polícia Civil como ela tem sido tratada nos últimos tempos é algo inadmissível e as conseqüências estão por toda parte. Brincar com a Polícia Civil é brincar com Delegados e Policiais Civis trabalhadores e honrados, que merecem respeito e salário digno. Essa brincadeira tem o seu preço!

Com qual objetivo O DELEGADO DE POLÍCIA DE SP é o mais mal pago do país?

É justo que um Delegado de Polícia de SP (o Estado mais próspero da nação) receba o Pior Salário do Brasil?

É razoável um Delegado de Polícia (Autoridade Policial) ganhar menos do que um Agente da Autoridade (Coronéis e demais oficiais)?

É razoável um Delegado de Polícia (FONTE DE INVESTIGAÇÕES) receber 5 vezes menos do que um Promotor de Justiça (destinatário dessa fonte)?

Seria razoável considerar que uma "garrafinha de água mineral" (MP) seja mais importante do que a "fonte" de onde essa água vem (Delegado de Polícia)???

Há de haver um sério processo de despolitização da POLÍCIA CIVIL e um progressivo profissionalismo em suas carreiras!

Transferir as atribuições da Polícia Civil à Polícia Militar (em termos de investigação e cumprimentos de Mandados, por ex.) certamente não é a solução mais adequada. Pode ser, no máximo, a solução mais cômoda, um tacanho atalho!

É importante separarmos as coisas. Não podemos aceitar o enfraquecimento da CORREGEDORIA DA POLÍCIA CIVIL. Todavia, não se pode aceitar que ela atue à margem das leis vigentes.

Os nobres leitores sabiam que um Decreto, violando a Constituição do Estado de SP e Leis Estaduais, deslocou a CORREGEDORIA da Polícia Civil trazendo-a diretamente à direta subordinação imediata do Secretário de Segurança?

Ora, isso, além de aumentar a odiosa POLITIZAÇÃO DA POLÍCIA, cria uma nova e esdrúxula forma de CONTROLE EXTERNO DA POLÍCIA CIVIL (contrariando a Constituição da República) que deve ser feito pelo Ministério Público.
Ah, outra coisa, a CORREGEDORIA DA PM continua no mesmo lugar, subordinada ao Comando da PM, tudo nos conformes das normas vigentes. Por que a discriminação, ao arrepio da LEI?

Certamente, o Governador Geraldo Alckmin terá o bom senso e o pulso necessário para ajudar diretamente no necessário e premente RESGATE DA DIGNIDADE DA POLÍCIA CIVIL SP, em prol da Segurança Pública a que todos os paulistas têm direito!

Reply
Frederico Miguel 24/02/2011 at 20:41

Complementando, há que se instaurar um verdadeiro CHOQUE DE GESTÃO SALARIAL, ESTRUTUAL E FUNCIONAL na POLÍCIA CIVIL DE SÃO PAULO, a fim de termos uma Polícia MOTIVADA e PROPOSITIVA, para o bem de todos!

Reply
HANNA BARBERA 25/02/2011 at 17:41

OS POLÍTICOS, PELO MENOS ESSES QUE JÁ VÃO PARA VINTE ANOS EM SÃO PAULO, NÃO ESTÃO INTERESSADOS EM UMA POLÍCIA INVESTIGATIVA MUITO ATUANTE, BEM REMUNERADA E EQUIPADA, POR MOTIVOS ÓBVIOS…
BASTA-LHES UMA POLÍCIA QUE APAREÇA BASTANTE AOS OLHOS DO POVO, COM HELICÓPTEROS ÁGUIAS, VIATURAS E MUITA PIROTECNIA, PASSANDO UMA CERTA SENSAÇÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA.
TEM PROGRAMA DE TV QUE, VOCÊS SABEM, SE O ÁGUIA NÃO VOAR E O RIO NÃO ENCHER, NÃO TEM NADA PARA MOSTRAR.
POLÍCIA CIVIL? INVESTIGATIVA? ALÉM DE NÃO APARECER MUITO, AINDA PODE, VEZ POR OUTRA, CAUSAR ALGUM TIPO DE CONSTRANGIMENTO PARA ALGUM "AMIGO". IMAGINE SE COMEÇAM A INVESTIGAR CONTRATOS DE LICITAÇÕES, POR EXEMPLO.
ALÉM DISSO, O MILITARISMO POLICIAL É MUITO MAIS CONDIZENTE COM REGIMES DO TIPO QUE PRESERVAM SECRETÁRIOS DE SEGURANÇA COMO ESSE QUE AGORA ESTÁ NO "ARAME".

Reply

Leave a Comment