Vídeo divulgado na internet mostra o secretário da Segurança de São Paulo, Antônio Ferreira Pinto, encontrando-se com o repórter da Folha Mario Cesar Carvalho....

Vídeo divulgado na internet mostra o secretário da Segurança de São Paulo, Antônio Ferreira Pinto, encontrando-se com o repórter da Folha Mario Cesar Carvalho.

As imagens são do circuito de segurança do shopping Pátio Higienópolis, na região central da capital, e têm um minuto e nove segundos de duração. No vídeo, há imagens de duas câmeras.

As cenas mostram o secretário caminhando próximo à entrada principal segurando um envelope pardo. Instantes depois o jornalista chega.

Eles se cumprimentam e seguem para uma área do prédio sem monitoramento de câmeras de vídeo. Carvalho também leva uma pasta.

O primeiro a divulgar as imagens foi o radialista João Alkimin, de São José dos Campos, no site “Veja São José”. O vídeo foi repercutido em vários blogs, um deles ligado a policiais civis.

O Palácio dos Bandeirantes diz não haver parentesco entre o radialista e o governador Geraldo Alckmin (PSDB).

A página do radialista também traz uma foto de baixa qualidade que diz ser do repórter e do secretário em um café do shopping.

O site e alguns blogs relacionam o encontro à reportagem escrita por Carvalho sobre a venda de dados sigilosos por um funcionário da Segurança, o sociólogo Túlio Kahn, que acabou demitido.

Esses sites dizem que o encontro se deu às 19h30 de 25 de fevereiro. No vídeo não há tal registro. A reportagem da Folha saiu em 1º de março.

Em nota, a Secretaria da Segurança afirma considerar “grave a obtenção e a divulgação das imagens”. “Não por seu conteúdo, mas pelo forte indício de que grupos criminosos as utilizaram para espionar o primeiro escalão do Estado e o trabalho legítimo da imprensa”, diz.

Também em nota, o Pátio Higienópolis afirma ter entregado as imagens “a órgãos oficiais por solicitação dos mesmos visando atender e colaborar na investigação de ocorrência de outra natureza”. O shopping não diz quais são os “órgãos oficiais” nem se há determinação judicial para isso.

NOTA DA REDAÇÃO – O repórter Mario Cesar Carvalho se encontrou em local público com o secretário da Segurança, Antônio Ferreira Pinto, autoridade da área de especialização do jornalista. A Folha lamenta que imagens colhidas no circuito interno de um shopping center tenham sido utilizadas na tentativa de coibir o trabalho da imprensa.

via Folha de S.Paulo – Site divulga vídeo e foto de Ferreira Pinto em shopping – 10/03/2011.


  • ESCRIBA.2011

    10/03/2011 #1 Author

    Eu me LEMBRO….
    Eu me lembro… quando era “criança” nos idos dos anos 70….
    por aí…

    Eu me lembro quando EU era criança ia assistir à Televisão “preto e branca”, televisão Philips ou Telefunken…. (as duas eram de válvulas…)

    Qualquer programa na televisão tinha o emblema da “CENSURA” antes de começar… tinha que passar pela CENSURA….

    “Naqueles tempos” eu ficava acordado de madrugada querendo assistir ao programa “Sala Especial”, pra vêr se conseguia vêr os “peitinhos” da mulherada…e as porno-babaquices que passavam… aqueles filminhos…. êita nóis

    Naquela época tinha somete a ARENA e o MDB…
    É… é… isso..

    Anos 70, Gen. Gaisel….
    A gente tomava Tubaína e comia pão com mortandela depois da pelada no campinho… de terra
    (eu era feliz e não sabia)

    MAS….
    MAS….
    voltando…
    PENSO:
    Hoje a dita IMPRENSA Brasileira que LUTOU nos anos seguintes pela LIBERDADE, teve a porra das “diretas já”… teve eleição…. teve Abertura política…
    A IMPRENSA que BRIGOU por DEMOCRACIA… até 84!

    Enfim…. a IMPRENSA dita Livre, teria conquistado a tão almejada LIBERDADE de IMPRENSA….

    e DAÍ….??????

    é pra isso que acontece hoje em dia ??????

    Para os JORNALISTAS “se venderem…????”, para serem MANIPULADOS….?????

    Para os ditos “JORNAIS” ou empresas JORNALÍSTICAS serem subservientes e subalternos de GOVERNOS e interesses ESCUSOS….????

    De que VALEU???, senhores JORNALISTAS, brigarem por democracia e liberdade de IMPRENSA….????

    Quando um dito JORNALISMO se “vende” à qualquer interesse, deixa de ser idôneo e imparcial, e quando qualquer JORNALISMO perde a credibilidade, já não merece mais existir…

    Que adianta, cadê a IMPRENSA “livre”, imparcial e idônea… correta, coesa, coerente….

    Cadê o JORNALISMO “sério” ou levado à sério deste País…????

    Lamento muito ver, meu Caro PANNUNZIO, lamento vêr alguns ditos JORNALISTAS ou melhor grupos de empresas jornalísticas, se VENDEREM à interesses POLÍTICOS!

    É de LAMENTAR que a “imagem” de credibilidade que alguns JORNAIS ou JORNALISTAS querem IMPOR, já NÃO sejam verdades…

    AINDA restam “poucos”, mas RESTAM alguns e por ACREDITAR “neste BLOG” e na idoneidade sua, caro Pannunizo, que me leva a escrever estas letras…

    (perdoe os erros de português)….

    fico pensando, quando VEJO ou LEIO certas “coisas” na IMPRENSA deste País…

    Quero minha SALA ESPECIAL de volta!

    Responder

  • CONTRIBUINTE

    10/03/2011 #2 Author

    “SERRA COLOCA PINTO NO ALCKMIN”

    Assim seria a chamada na primeira página do saudoso Jornal Notícias Populares.

    Essa briga dos tucanos está indo longe demais. Assim o governo Alckmin implode!

    Responder

  • CONTRIBUINTE

    10/03/2011 #3 Author

    NA ÉPOCA EM QUE ALCKMIN MONTAVA SEU GABINETE, A FOLHA PUBLICOU MATÉRIA DIZENDO QUE A SAÍDA DE FERREIRA PINTO SERIA A VITÓRIA DA “BANDA PODRE” DA POLÍCIA.
    QUEM TERIA SIDO O JORNALISTA QUE ASSINOU TAL MATÉRIA? NÃO SERIA ESSE MCC?
    ALGUÉM PODE ME RESPONDER?
    POIS SE FOR O MESMO QUE AGORA SE ENCONTRA COM O SSP-SP, ENTÃO A COISA É AINDA PIOR DO QUE PARECIA…

    Responder

    • Suely

      10/03/2011 #4 Author

      Como podemos crer que a possível banda podre queira o afastamento do secretário, se nos dois anos em que esteve à frente da psta, com a tutela da corregedoria e dos delegados que lá exercem suas funções, nada foi descoberto,nenhum dos possíveis corruptos foram demitidos,os que chegaram aoJudiciário foram absolvidos, assim , no meu entender a banda que dizem ser podre ou não existe, ou não foi descoberta pelo grupo a quem foi entregue essa tarefa. Assim me nego a acreditar que, se de fato existirem queiram a saída deste que não conseguiu sequer uma condenação,demissão pelo que li,em outros blogs, só para sardinhas,e pelo que vi, nos vídeos veículados recentemente,poderiam ser forjados, já que diante da arbitrariedade empregada,diante da certeza de estarem agindo de conformidade com o comando chegaram ao ponto que chegaram:tortura física e moral.
      Assim, deixo uma pergunta, se não interessa à possível banda podre (até hoje não identificada )a quem interessa a permanência deste Sr.à frente desta pasta. Creio que ao Governador cabe dar à sociedade resposta.
      há que se investigar o realmente existe atrás disto tudo. Eu não seria tola em acreditar que exista uma banda podre,e que permaneçam nas cadeiras de maior destaque na segurança.
      Mas seria leviano, dizer, que o secretário isso ou aquilo, e o Governador nada faz?
      Afinal quem comanda este estado?

  • Giovanni Falconi

    10/03/2011 #5 Author

    SERÁ QUE OS SALÁRIOS DOS NOVOS DELEGADOS DE POLÍCIA CONTINUARÃO SENDO OS MAIS BAIXOS DO PAÍS?

    http://www.ssp.sp.gov.br/noticia/lenoticia.aspx?id=23514
    Quinta-feira, 10/03/11 – 17:55
    Governador anuncia concurso para delegados de polícia

    Atualizado às 18h41

    O governador Geraldo Alckmin anunciou, na manhã desta quinta-feira (10), que o Estado de São Paulo realizará concurso para selecionar 130 novos delegados de polícia. A decisão foi tomada ontem, durante uma reunião com o secretário da Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto.

    “Em relação à Polícia Civil, nós vamos investir muito. Nós vamos fazer concurso público para preencher os claros e ter delegados, inclusive em cidades que ainda não têm”, disse aos jornalistas o governador. As novas vagas visam suprir a demanda em todo o Estado. De 2005 a 2010, tomaram posse 595 novos delegados. São Paulo possui atualmente 3.196 delegados de polícia.

    Outra medida anunciada pelo governador foi o remanejamento dos delegados, investigadores e escrivães que atuam no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e em Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretran) para delegacias de polícia. Com a transferência do Detran da Secretaria da Segurança Pública para outra secretaria, cerca de 1.000 policiais civis e militares reforçarão unidades da Polícia Militar e da Polícia Civil.

    A contratação e a transferência de delegados são ações que visam melhorar a investigação criminal e o atendimento à população.

    Amanda Santos e Elson Natário

    Responder

  • Suely

    10/03/2011 #6 Author

    Pelo menos nos resta alguns profissionais com respeito pela função que exercem,atentos,cumprindo sua obrigação de informar com imparcialidade.Parabéns Sr Pannunzio.
    Creio que voltaremos logo,logo aos idos de 64 /68.
    Dizem que: Idealismo éalgo que alguns têm,até qu surja um bom negocio’ Prefiro crer , que não seja assim.

    Responder

  • João Carlos Alckimin Barbosa

    10/03/2011 #7 Author

    Prezado Jornalista,
    O Palácio do Governo ou é mal informado ou não presta informações com a seriedade que deveria. Embora distante, sou primo do Governador Geraldo Alkimin,sou neto de João Capistrano Rodrigues Alkimin e filho de Luiza Rodrigues de Alckimin Barbosa,que era prima do pai de Geraldo,o senhor Geraldo josé Rodrigues Alkimin, não mantenho com o mesmo nenhum relacionamento, portanto a referida assertiva por parte do Palácio é mentirosa, não entendo o motivo talvez politico da negativa, interessante é quando sofri atentado a bala por reportagens contra máquinas caça niqueis e corrupção policial que foi fartamente noticiada pela imprensa sendo inclusive noticiado erroneamente que eu era primo-irmão do Governador não houve desmentido.
    Grato,
    João carlos Rodrigues de Alckimin Barbosa

    ps.:Alckimin é uma familia só, da qual fazia parte inclusive Edson Alves Alckimin, famoso assaltante de bancos dos anos 80.

    Responder

  • Luciano Prado

    10/03/2011 #8 Author

    A matéria contendo o vídeo do “jornalista” da Folha, Mario Cesar Carvalho recebendo material de uma das partes da disputa entre Alckmin x Serra, demonstra bem a que ponto chegou a imprensa paulista.

    O jornalista sabe muito bem que serviço está fazendo e a quem ele beneficia.

    Isso é jornalismo? A velha e carcomida imprensa brasileira exala um fedor insuportável.

    Ao invés de prestar serviço à população, a velha imprensa se torna serviçal de interesses mesquinhos.

    Responder

  • CONTRIBUINTE

    10/03/2011 #9 Author

    O PROBLEMA, DE NOVO, É A DIVULGAÇÃO, NÃO O CONTEÚDO!
    O GRANDE PÚBLICO NÃO PODE SABER O QUE O PRIMEIRO ESCALÃO DO GOVERNO FAZ!
    O ENCONTRO É COMPROMETEDOR, SIM. POIS ESSE SECRETÁRIO SOMENTE PERMANECEU NO GOVERNO APÓS NOTÍCIAS, NA MESMA FOLHA, A SEU FAVOR, DE QUE A SUA SAÍDA SERIA A VITÓRIA DE UMA SUPOSTA “BANDA PODRE” DA POLÍCIA.
    COMO VEMOS AGORA, À “BANDA PODRE” MESMO PERTENCE QUEM MANIPULA A OPINIÃO PÚBLICA PARA AUFERIR VANTAGENS PESSOAIS, COMO, POR EXEMPLO, MANTER-SE NUM CARGO DE PRIMEIRO ESCALÃO.

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *