A Agência de Segurança Industrial e Nuclear do Japão alertou agora há ppouco que mais um reator está em situação crítica no complexo termonuclear...

A Agência de Segurança Industrial e Nuclear do Japão alertou agora há ppouco que mais um reator está em situação crítica no complexo termonuclear de Fukushima. Desde o terremoto, no sábado, os prédios que abrigavam números 1 e 3 explodiram por causa da alta concentração de hidrogênio. Agora, a emergência se instalou no reator nº 2, que pode entrar em colapso a qualquer momento.

O porta-voz da crise, Yukio Edano, disse que os técnicos da usina tentam, em outra operação considerada desesperadora, inundar o núcleo com água do mar para resfriar seu núcleo e evitar o derretimento das varetas radioativas, o que fatalmente provocaria uma catástrofe como a que aconteceu em Chernobill.

Na início da madrugada, pelo horário brasileiro, uma explosão destruiu o prédio que abrigava o reator nº 3 e feriu 11 funcionários.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *