100 dias- Dilma descumpre promessas mas distende o clima e ganha apoios Presidente dedica esforços a corrigir herança de Lula: inflação alta e gastos...

100 dias- Dilma descumpre promessas mas distende o clima e ganha apoios
Presidente dedica esforços a corrigir herança de Lula: inflação alta e gastos sem controle

Eleita na onda da popularidade de Lula, a presidente Dilma Rousseff chegará aos cem dias de governo com o desafio de resolver dois problemas da herança de seu antecessor: inflação em alta e gastos excessivos. Para isso, já descumpriu promessas de campanha, como a de não privatizar e não fazer ajuste fiscal – em fevereiro, anunciou corte de R$ 50 bi no Orçamento. Dilma mudou o estilo no Planalto, com um perfil mais técnico de administrar, mas ainda repete erros como o de lotear cargos entre aliados. Mostrou força na negociação do salário mínimo e ampliou apoios no Congresso, além de distender o clima com a oposição, como se viu nos dois encontros que já teve com o ex-presidente Fernando Henrique. Na política externa, até agora, a guinada foi ainda mais visível.
(Páginas 1, 3 a 15)

Lula cria empresa, a LILS Palestras
O exp-presidente Lula abriu a LILS Palestras, Eventos e Publicações Ltda. Seu sócio é Paulo Okamotto – que, em 2006, admitiu ter pagado dívida de Lula com o PT. O capital da empresa é de R$ 100 mil, menos que o preço da palestra de Lula.
(Páginas 1, 15)

Os sem audiência
Seis dos 37 ministros de Dilma ainda não tiveram audiência individual com a presidente. Quatro são do PMDB. Pedro Novais (Turismo), Garibaldi Alves Filho (Previdência) e Moreira Franco (Assuntos Estratégicos). (Páginas 1, 11)

O teorema de Atnágoras
Com 39 anos, Atnágoras Lopes saiu dos canteiros da construção civil do Pará para ser uma terceira via no sindicalismo, aproveitando-se do comprometimento da CUT com o governo. Filiado ao PSTU,, lidera a Conlutas e defende a independência das centrais. (Páginas 1, 43)

Abuso no paraíso
A pousada Ilha do Breu, numa área de preservação ambiental na Baía de Paraty, com quiosques avançando pelo mar, não poderia nem existir, mas cobra R$ 810 de diária, tem restaurante e loja. Diagnóstico do Instituto Chico Mendes da Bioversidade – órgão do Ibama – mostra que abusos semelhantes acontecem em 25 das 63 ilhas que fazem parte da APA do Cabuçu, em Paraty. (Páginas 1, 19)

Ancelmo Gois
Remessas de multinacionais chegaram a US$ 33,8 bi, um trem-bala e meio. (Páginas 1, 32 e 33)



Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *