Blog do Pannunzio

Gilmar Mendes e Eros Grau foram vítimas da máfia das passagens

Com informações do Estadão.

O relatório final da sindicância que investigava a venda irregular de bilhetes aéreos na Câmara dos Deputados revela que os ministros do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes e Eros Grau foram vítimas do esquema conhecido como “máfia das passagens”.

Eles viajaram com bilhetes retirados das cotas dos deputados Fernando de Fabinho (DEM-BA), Paulo Roberto (PTB-RS) e Fernando Coruja (PPS-SC).

Mendes alega que comprou a passagem dele e da mulher num trecho que ia de São Paulo a Nova Iorque com dinheiro próprio, mas o relatório coloca que os tíquetes foram retirados da cota de parlamentares.

Já Eros Grau fez viagem de São Paulo para o Rio de Janeiro e depois para a capital federal às custas da UERJ. A instituição pagou pelo bilhete mas, ainda segundo o relatório, a passagem pertencia à cota de um dos deputados citados.

A sindicância realizada revelou que agências de viagem falsificavam passagens aéreas, omitindo informações para que os ministros não desconfiassem da origem dos bilhetes.

Comentários

Related posts

10 dos 11 corpos identificados são de brasileiros

Fábio Pannunzio

Em Natal, Serra critica ampliação da máquina estatal do governo Lula

CCJ do Senado discute inclusão da corrupção no rol de crimes hediondos

Leave a Comment