Blog do Pannunzio

PSOL representa contra Sarney. Partido decide não reclamar contra Virgílio

Com informações da Folha Online.

O PSOL protocolou hoje a segunda representação do partido contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). A legenda quer que o Conselho de Ética da Casa investigue a denúncia de que o político omitiu da Justiça Eleitoral uma casa no valor de R$ 4 milhões, além da suposta participação de Sarney no desvio de R$ 500 mil da fundação que leva o nome dele.

Com esta reclamação, sobe para nove o número de acusações no colegiado. Quatro denúncias foram feitas pelo tucano Arthur Virgílio (AM) e três representações do PSDB contra o parlamentar. A primeira representação do PSOL pedia uma investigação sobre a participação de Sarney na contratação de parentes e apadrinhados por meio dos atos secretos.

Também hoje o PSOL descartou representar contra o senador Arthur Virgílio no colegiado. O amazonense é acusado de ter recebido um empréstimo do ex-diretor geral Agaciel Maia, de manter um funcionário fantasma no gabinete e de ter ultrapassado os limites com gastos no tratamento de saúde da mãe.

A presidente do partido, Heloísa Helena, defende que as investigações se concentrem, neste momento, apenas em Sarney.

Enquanto isso, o peemedebista Renan Calheiros se articula para contra-atacar. A ideia dele é lotar o Conselho de Ética com representações contra políticos como Tião Viana (PT-AC), Virgílio, Cristovam Buarque (PDT-DF) e Efraim Morais (DEM-PB). Todos estariam envolvidos com irregularidades no Senado.

Comentários

Related posts

Procurador-geral da República defende que Arruda continue preso, mesmo após perda de mandato

Novo esquema de escutas da PF deixa empresas telefônicas de fora

Fábio Pannunzio

Destaques dos jornais de hoje – Folha

Leave a Comment