Blog do Pannunzio

Paulo Duque pede compreensão de senadores

O presidente do Conselho de Ética, Paulo Duque (PMDB-RJ), pediu a colaboração de parlamentares no despacho da decisão sobre o arquivamento ou não das cinco reclamações que ele teria que julgar até a meia-noite de hoje.

“Despacho é despacho e está feito para os cinco processos. Procurei caprichar com muita seriedade. Esse é um despacho muito jurídico, baseado nas decisões do Supremo Tribunal Federal, que é a corte que julga os senadores”, afirmou.

A oposição é pessimista e acredita num arquivamento das primeiras ações. Hoje, Duque tem que dar um parecer sobre três denúncias protocoladas pelo líder Arthur Virgílio (PSDB-AM) contra Sarney e outras duas representações do PSOL (uma contra Sarney e outra contra o líder peemedebista Renan Calheiros).

A partir do despacho, há um prazo de dois dias para que os membros recorram de qualquer decisão.

Mais cedo, o representante do PSOL no Senado, José Nery, pediu que Duque se isentasse do julgamento das reclamações feitas pelo partido. Isso aconteceu porque recentemente o suplente de suplente afirmou que “o PSOL era um partido que não existia, assim como o PT foi um dia”.

Comentários

Related posts

Filho de Sarney não declara conta que tem no exterior

Virgílio desiste de nova denúncia contra Sarney

Lina acha agenda que teria data de reunião com Dilma

Leave a Comment