Pannunzio Comunicação – Blog do Pannunzio

Os primeiros compromissos de Dilma

Em sua primeira manifestação pública após a confirmação da vitória nas urnas, Dilma Rousseff traçou as linhas mestras do que se pode esperar de seu futuro governo. Começou bem, estabelecendo um compromisso com a liberdade de imprensa, o cumprimento dos contratos e conclamando a sociedade a auxiliar na meta ambiciosa de erradicar a miséria no País.

“Prefiro o barulho de uma imprensa livre ao silêncio das ditaduras”, afirmou a presidente eleita ao discursar em um hotel no centro de Brasília. A afirmação, feita em discurso escrito, livre de improvisos, tem por objetivo acalmar os donos de jornais e emissoras de televisão, apavorados com a possibilidade de instituição de mecanismos de “controle social” da imprensa.

A presidente eleita também prometeu governar sem discriminar partidos ou regiões identificados com seu adversário José Serra — talvez sua tarefa mais difícil, uma vez que o nível de agressividade da campanha eleitoral deve radicalizar o confronto entre a base aliada e os partidos de oposição.

No discurso de ontem, Dilma também estabeleceu parâmetros que podem definir a linha divisória entre seu governo e o governo de seu padrinho político Lula. Ela afirmou que vai estabelecer uma relação baseada no mérito com o funcionalismo público e pretende ter relações mais “republicanas” com o Congresso. Fica difícil enxergar essa perspectiva na arquitetura de seu arco de apouios. Alguém imagina um PMDB menos voraz do que o partido foi na era Lula ?

Dilma em seu primeiro discurso após a eleição

Hoje começa a construção do governo DIlma. É a hora de passar da teoria à prática. As manifestações já não têm mais o sentido das promessas vagas da campanha, feitas para aliciar eleitores. Agora se transformam em compromissos e diretrizes.Resta saber como Dilma irá transpor o limite entre objetivos meramente referenciais e o pragmatismo exacerbado herdado da Era Lula.

Share the Post:

Join Our Newsletter