Pannunzio Comunicação – Blog do Pannunzio

PF abre inquérito contra Tuma Júnior, acusado de envolvimento com máfia chinesa

Roberto Maltchik

A Polícia Federal (PF) instaurou inquérito nesta terça-feira para investigar indícios de crimes contra a administração pública supostamente cometidos pelo secretário nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior. Ele foi flagrado, em conversas telefônicas interceptadas pela PF , supostamente pedindo favores e prestando auxílio ao chinês Li Kwok Kwen, o Paulo Li, preso pela PF por contrabando.

A investigação que inicialmente ocorreria em São Paulo, onde ocorreram os fatos a serem investigados, será feita em Brasília.

A PF seguiu uma recomendação da corregedoria, que defendia a investigação na capital já que o secretario mora em Brasília. A investigação partirá de indícios coletados contra Tuma Jr. durante as investigações a respeito da atuação de uma quadrilha de contrabando em São Paulo.

Em férias desde o último dia 13, Tuma Jr. também é investigado pela Comissão de Ética Pública da Presidência e por uma sindicância da Controladoria-Geral da União (CGU), que apura se ele cometeu falta ética no exercício da função.

Em tese, o secretário estará em férias por 30 dias . O Palácio do Planalto, no entanto, não quer mais Tuma Jr. no cargo.

Clique aqui para ler a íntegra no site do Globo

Share the Post:

Join Our Newsletter